2016/11/16

A paixão não está(va) nos meus planos

Mas…
Os teu olhar gaiato…
O teu sorriso pérvio…
A tua voz suave e rouca…
O teu “olá” tímido e encabulado…

O teu "cheiro" inebriante...
Está a deixar-me baralhada!
Logo eu que sou tão pouco crente nestas matérias…
Ó diabo de rapaz!
Pois… a paixão não está, nunca esteve e nunca estará (hum… será que tenho de corrigir?) nos meus planos!