2012/12/07

Ai Eduardo, Eduardo... só tu me compreendes!

Quando existem merdices que me chateiam, aborrecem, ferem, magoam... um dos meus refúgios é a leitura.
Por estes dias Eduardo Mendoza faz-me companhia (pronto... tá bem... não é só ele...) e os meus dias têm sido bem mais divertidos, esta busca de Gurb tem-me feito passar vergonhas, mas vergonhas daquelas que eu gosto. É ver-me rir sozinha (para quem me vê que para mim é com o Eduardo). Aliás devo ter mesmo um ar super feliz que já houve quem me pedisse para ver o que eu lia com a justificação de que também precisava de rir...
Love it!