2012/07/26

Nas bombas de gasolina tal como no Engate...


(ou coisa sem interesse nenhum que me apetece escrever)

Dia 1 - Green Eyes falando sozinha (ou seja falando com ela mesma) não me apetece meter gasóleo, amanhã faço isso, dá tanto trabalho.
Dia 2 - Green Eyes falando sozinha (sim eu sei o que estão a pensar) eh lá, subiu 1 cêntimo? Amanhã vou meter, hoje não me apetece que está muita gente.
Dia 3 - Green Eyes falando com uma mulher muito interessante (que por acaso até é ela mesma) Oops, mais 2 cêntimos? Se calhar deveria ir agora, até porque o carro está quase sem gasóleo, mas... não me apetece meto amanhã de manhã, hoje a bomba está em manutenção e não me apetece esperar.
Dia 4 - Green Eyes aos gritos, mentalmente, com ela mesma és mesmo dodot... agora esta merda já aumentou mais 2 cêntimos, burra... ficaste à espera que a bomba estivesse com menos gente, mais desocupada, que fosse mais fácil, que coisa e tal e agora vais meter mais caro... só mesmo tu... as oportunidades que perdes só por preguicita... 
Vá pronto, agora as vantagens... pelo menos ficas com o gasóleo que ninguém cobiça, não porque não seja bom, muito pelo contrário, apenas porque é menos acessível...

2012/07/17

What Goes Around...Comes Around!


That's it...
Se por um lado,
(nem sei se o esquerdo ou o direito)
sinto pena de ti,
por outro lado,
só me apetece dizer...
                                   é bem feito!

Nem o facto de saber
que o teu fardo é pesado
me atenua esta sensação de justiça
ainda que me faça sentir em pecado...

Eu sei mulher que no fundo
bem lá no fundinho
aproveitas a tua desgraça
e és (in)feliz no teu mundinho...

Pois que seja
até podes continuar a enredar
porque a única que nunca será feliz
é a que em mentiras gosta de morar...

Um dia ao acordar
ao teu redor olharás
não te espantes se estiveres sozinha
as pessoas cansaram-se de te aturar!

I rest my case!
 


2012/07/10

Na vida tal como nos estacionamentos...


Por vezes dou "30 mil voltas" ao quarteirão
Não por não ter um lugar onde estacionar
Apenas porque não me apetece parar...


2012/07/01

Tenho saudades (algumas) de receber flores de "um desconhecido"!

É das coisas de que sinto (alguma) falta desde que mudei de local (físico) de trabalho, de receber flores sem saber quem era o seu remetente...
Agora recebo (quase) todos os dias um miminho dos colegas.
É quase a mesma coisa, mas não é a mesma coisa...
De repente chego à secretária e lá está mais uma novidade! 
São palavras de carinho, porque me acham triste, escritas num post-it, um sapito porque sabem que me faz sorrir, uma boneca porque é a minha cara, um chocolate porque tal como eu é um doce, e por aí afora...
Tudo é pretexto para me presentearem, porque estou feliz, porque estou triste, porque não sorri, porque me ri, porque sim, porque não... 
E eu vou colecionando-os como se de tesouros se tratassem...
Gosto deste jogo de tentar descobrir quem foi, mas sinto saudades de receber flores sem saber quem é o seu remetente...

De receber flores de alguém que apenas me via uma ou duas vezes... 
Deste jogo de conquista, desta espécie de engate...
Sim... eu sei... manias... enfim... coisas de Green Eyes...