2012/06/10

Dear Carlos,

as coisas que me disseste não faziam sentido, não eram verdadeiras, eram ilógicas, desprovidas de sinceridade, enganadoras, calculadas, um embuste, um ardil, um engodo...

Sim, eu sempre soube tudo isto, mas fingi que não porque ainda assim...

Eu gostei de as ouvir!