2011/12/04

A palavra "errada" e ele quase não me beijava!

Eu, doravante aqui mencionada como Green Eyes, estava num local, doravante aqui mencionado de consultório médico, quando entrou uma senhora amiga de minha Mãe, doravante aqui mencionada de Senhora, com o seu filho de cerca de quatro anos, doravante aqui mencionado de Mi.
Senhora - Olá, está boa? (espeta-me dois beijinhos super barulhentos nas bochechas, enquanto se vira para o filho e diz) Mi, dá um beijinho a esta senhora!
Como o Mi abanava, insistentemente, a cabeça em sinal de desaprovação Green Eyes diz - Não o force, eu nestas coisas não insisto, se não querem dar não faz mal!
Senhora - Ó Mi, dá lá um beijinho à senhora!
Mi (com ar de espanto) - Não é xehôra... é mnina!
Green Eyes - Oh... tão querido!
Afinal o problema do Mi nem era dar o beijinho, que depois da correcção da Mãe para "pronto, dá lá o beijinho à mnina" até deu... vários, aliás depois até foi um vê se te avias para ele parar de dar... sim... Green Eyes tem este efeito sobre os miúdos...