2011/10/12

Já agora podes ir lá a casa fazer-me o jantar?

Estava Green Eyes (hoje apetece-me falar na 3ªpessoa do singular) descansadinha da vida na fila para pagar as compras num hipermercado algures no Porto (sim, a Green Eyes agora mudou-se para estes lados) quando reparou que lhe faltavam uns artigos - apre, agora não me apetece ir lá ao fundo de novo, que treta - pensou em voz alta. Uma das senhoras da caixa ao lado diz - Peça a um colega meu que eles fazem isso. Numa olhadela rápida em redor Green Eyes viu um rapaz a sorrir e vai daí que se aventurou e:
Green Eyes - Olhe, desculpe pode ajudar-me? Pode, por favor, ir buscar-me uns croutons com alho é que estou sozinha? Mas vá lá depressa que a fila está a avançar.
O rapaz ainda hesitou um bocadito, mas lá foi com um ar que a Green Eyes lhe pareceu ligeiramente surpreendido. Ok, pensou Green Eyes, se calhar o rapaz tem mais que fazer, nem é meu costume fazer isto, mas não me apetece nada andar quilómetros e voltar à fila...
Dali a uns minutos lá veio o rapaz com um ar atarefado e com o pacotinho de croutons:
Rapaz (sorridente) - Aqui tens, é mais alguma coisa?
Green Eyes (sorridente) - Não obrigada, era só mesmo isto.
Rapaz (sorridente demais para o gosto de Green Eyes) - Muito bem... não queres o meu nº de telemóvel para uma próxima vez? É que posso cá não estar... não tenho dia nem hora certa para vir às compras...
(Green Eyes a corar, suar frio, deixar de ver, quase a desfalecer) Vir às compras??!! (já fiz das minhas, pensou) - Desculpe pensei que trabalhava aqui...
Rapaz (a rir) - Não, só cá vim comprar uma coisa, nem era para demorar, mas não consegui resistir ao teu pedido...
Senhora da caixa (a rir) - Eu achei tamanha graça que nem tive coragem de lhe dizer que ele não era um colega...
Green Eyes (em pensamento) - Nem sei se ande se fique parada... acho que vou ficar quietinha pode ser que se esqueçam que estou aqui... bem que eu deveria ter desconfiado dos risinhos à minha volta...