2011/06/22

Conflito interior!


Por vezes até a mim me espantam os limites que me imponho... 
São por demais castradores, inibidores, exagerados e completamente desprovidos de sentido, mas depois... bem depois penso que os crio, imponho, exijo porque me são necessários de algum modo, quer como forma de defesa, quer como forma de ataque! 
É que há situações onde não posso contar com mais ninguém senão e apenas comigo própria*, não convém que eu me traia...

*não que eu queira, mas...