2011/02/10

Falar Sem Palavras!


Apesar de serem dois estranhos olham-se como se se conhecessem desde sempre!
Ela senta-se numa das pontas daquele banco de jardim, aquele banco que está mais escondido, aquele donde pode ver tudo e todos mas onde ninguém a pode ver!
Ele senta-se na outra ponta do mesmo banco!
Não se olham!
Nada dizem, mas no entanto sentem que tanto um como o outro se ouvem!
Em pensamento ele fala com ela e ela com ele num diálogo mudo de palavras mas intenso de sentidos!
Ele faz as perguntas mentalmente e aguarda que ela as responda enquanto que ela lhe dá as respostas mentalmente e aguarda as perguntas!
Passaram cerca de 30 minutos... ela levanta-se e olha-o... sorri-lhe e diz:
- Então até qualquer dia...
Ele olha-a e sorri-lhe de volta dizendo:
- Então até qualquer dia... obrigado pela companhia... foi um prazer...

Short Stories 
Green Eyes

New York State Of Mind - Brent Lynch