2011/01/31

Vá Lá... Conta-Me!


Conta-Me aquilo que Me queres muito contar!

Apetecia-Me muito saber o que Tu  Me queres contar!

Conta-Me...
 

Conta lá...

Sou toda ouvidos...


Se quiseres eu guardo só para mim [ficamos pelo comentário sem publicação]... mas conta... vá lá... por favor...
Diz-me o que te apetece dizer-me... ainda que seja negativo...

2011/01/29

Na continuação do texto anterior...


A nível profissional a  falta de reconhecimento de todo um esforço que fazemos para estar sempre lá quando precisam de nós, ele é - dúvidas jurídicas, dúvidas financeiras, dúvidas metodológicas, dúvidas existenciais, dúvidas pessoais, dúvidas de sei lá mais o quê... - e Green Eyes sempre lá, ou na hora, ou uns minutos depois, mas sempre lá, mesmo em dias em que, por diversas razões, não o deveria!
O não reconhecerem isso, o não me darem apoio quando eu preciso, ainda que esse apoio passe, apenas e só, por um deixem-me em paz meio-minuto para eu poder fazer as minhas tarefas, é algo que me desilude... 
Ter de atirar à cara das pessoas várias situações até que elas se lembrem, entendam que eu tenho razão é algo que me dói muito mais a mim do que a elas...
Isto de ter de trabalhar em equipas que de equipas nada têm é do mais difícil que há, acho eu...
Eu sei que é um vício das pessoas - irem pelo caminho mais fácil [para quê pesquisar se ela nos diz...] e um defeito meu - não saber dizer não sem ficar com um peso na consciência...
Também sei que o faço e que o continuarei a fazer porque tenho este grande e grave defeito... o de pensar sempre nos utentes que não têm culpa das desmotivações e incompetências, para os cargos, de uns quantos!

Obviamente que depois de vez em quando tenho de me libertar de tudo isto de alguma forma...


2011/01/27

Sobre O Que Eu Penso Sobre...


Quando alguém inventa algo pejorativo sobre outro alguém e vai contar a outrem como forma de prejudicar o outro alguém e esse outrem acredita no alguém, não deve o outro alguém ficar magoado com o alguém por ter feito tal invenção, mas sim com o outrem por não ter confiado [quando muito questionava] no outro alguém tendo, isso sim, acreditado no alguém!
Obviamente que o alguém não pode ficar sem o efeito de uma atitude do outro alguém, deve pois o outro alguém mandar o alguém àquele outro lugar esquecendo que o alguém é alguém...


Coisa acima escrita baseada em factos reais que de tão reais se tornam surreais!

Post-it (Segredo)!




2011/01/26

Ainda que ligeiramente floreado...


Se eu te deixasse entrar na minha cama estaria a deixar-te entrar na minha alma!

Estupidamente, nestas coisas, eu não sei separar uma da outra...

Secret de Coeur - Rob Hefferan

2011/01/24

É por isto que eu gosto de consultórios médicos...


Ou melhor dizendo das salas de espera dos consultórios médicos e afins!

Ao chegar ao consultório e na transição de prótese ocular [demoro sempre um bocadinho a substituir os óculos de sol pelos normais] uma menina de cerca de 6/7 anos olhava fixamente para mim! Sorri-lhe e ela retribuiu com um sorriso um bocadinho tímido!
Quando me fui sentar ela veio ter comigo e perguntou-me:

Menina - porque tinhas uns óculos tão grandes?

Green Eyes - porque quando somos velhinhas gostamos de esconder as rugas!

Menina (com ar surpreendido) - mas tu não és velhinha!

Green Eyes (com ar sorridente) - sou pois, olha lá bem para mim...

Menina (olhando-me fixamente e com ar afirmativo) - não és nada velhinha... e és bonita... até tens uma borboleta* no cabelo e tudo!

Apeteceu-me enchê-la de beijinhos, não só porque ela era efectivamente super doce, mas pelo seu elogio tão natural! Não fosse meia sala de espera ter ficado a olhar sorridente para mim e tê-lo-ia feito...

*bandoleta com borboleta


Mais exemplos do meu agrado aqui:

2011/01/23

Apetite de Hoje!




Partir...
Fazer a mala e partir!
Partir sem destino!
Partir para um dia não voltar!
Partir e conhecer novos "eus"!
Partir e sonhar!

Voltar...
Voltar e desfazer a mala!
Voltar para o meu destino!
Voltar para um dia voltar a partir!
Voltar e encontrar velhos "eus"!
Voltar e viver!

E tu? O que te Apetece? 

2011/01/21

Post-it (Anfibológico)!





2011/01/20

Podias Ser "Especial" mas...

Ele até é Lindo!
Ele até é Elegante!
Ele até nem é desinteligente!

Mas...

Tem uma falta de sentido de humor que me irrita!!

Rui - Green Eyes tu não tens medo de andar sozinha à noite, a essas horas podes ser assaltada, violada, não tens medo?

Green Eyes (que tem mesmo de viajar sozinha de noite e por "aqueles" sítios, em tom de brincadeira para afastar os receios que ela até tem e que ele fez questão de lhe relembrar...) - Não, muito pelo contrário, eu bem faço isso para ver se aparece um violador ou assaltante, mas nada... é uma tristeza...

Rui (com ar sério e aborrecido) - Depois não te venhas queixar, tens cada ideia!

Green Eyes - Ó Rui estou a brincar, óbvio!

Rui (com ar amuado) - Ah...Tens umas brincadeiras parvas...

Para ele não existe duplo sentido ou coisa que o valha! É tudo levado à letra! Este é apenas um dos exemplos disso!
Ó pá, até terei umas brincadeiras parvas, que tenho, mas também quem é que vai acreditar numa coisas destas?!
É que não vale a pena tentar explicar... 

Xô... Vade retro satanás...
Definitivamente não tenho nem jeito nem paciência para estas coisas...
Vai-te... 

2011/01/19

Post-it (Tédio)!



2011/01/18

Rendi-Me...


Senti-te chegar de mansinho...
Encontraste-me já deitada...
Eram 4 h da manhã...
Lia um livro...
Devorava as suas páginas quando te pressenti a meu lado...
Senti a brisa do teu sopro... 
Aquele sopro que me seduz...
O único capaz de me deixar rendida a ti...
Afastei-te de mim abanando a cabeça...
Toquei-te com os meus cabelos...
Sentiste como estão mais longos desde a última vez que me tentaste assim?
Voltei a dar atenção ao livro...
Senti de novo o teu toque...
Aquele toque tão leve mas que me envolve loucamente...
Que me faz sentir que perco o controlo do meu corpo...
Da minha mente...
Não... sussurrei... não me leves já... deixa-me mais um bocadinho com o livro... tal como tu também ele me seduz...
Mas tu insististe...
Voltaste a me enlouquecer...
A me arrebatar...
A me seduzir...
A roubar-me todas as minhas armas...
Senti os meus olhos pesados...
Deixei o livro cair a meu lado...
Entreguei o meu corpo à tua mercê...
Deixei-o pender para o lado... 
Fechei os olhos...
Esvaziei a mente para te receber...
Murmurei-te, com voz rouca, palavras quase desfalecidas...

Rendo-me...
Leva-me em teus braços Morfeu...

En Brazos de Morfeo - Jose Aguilar

2011/01/17

Em Dias de Chuva...


Gosto de:
  • andar sem guarda-chuva;
  • sentir a chuva molhar-me o rosto;
  • andar descalça na praia;
  • ouvir blues;
  • conduzir acima dos limites;
  • comer gelados;
  • ver as gotas de chuva nos vidros;
  • chorar de alegria...

 Em dias de chuva gosto de imaginar que tu estás em sintonia comigo...

 Sejas tu quem fores...

Estejas onde estiveres...

Sentir que és feliz em...

Dias de chuva!

2011/01/14

Definitivamente Eu e o Santo António Não Nos Entendemos...


Ou eu não sei "pedir"...
Ou o Santo percebe mal...
Ou anda distraído e vai "satisfazendo" o meu "pedido" repetidamente...
Ou é mesmo o meu destino...

Ó Santo António,

Se eu digo "um rapazinho"...
          não quero dizer que seja um rapazinho de 20 anos de idade (que exagero "meu Santo"... que exagero...)...

Se eu digo muito apaixonado...
          não é muitoS apaixonadoS, é singular, Sr. Santo... é singular...

A continuares a "trocar-me" assim as voltas qualquer dia tenho de deixar de te falar...

Esquece lá que num dia de desespero eu te fiz um pedido... ;)



Bem que me avisaram... nunca peças aquilo para que não estás preparada... podes vir a tê-lo em dobro... e tudo trocado... acrescento eu... e tudo trocado... repito eu...

2011/01/13

Ando Cansada!


"Vira o disco e toca o mesmo!" 

Eu até gosto de trabalhar com Leis, Decretos-Lei, Portarias, Regulamentos e afins...
Mas... 
São tantos...
Remissões, revogações, aplicações, publicações...
Dos artigos às alíneas; das alíneas aos artigos... 
Uns complementam-se; outros contradizem-se; outros nada de novo...
Não lhes troco os números mas em vez de um "queria um café, por favor" já me sai um "queria um Decreto, por favor"...
Como eu também (e não só) trabalho com números (euros) o melhor é estar mais atenta... não vá eu chegar ao café e pedir - "Queria um milhão de euros, por favor"... ainda pensam que eu me tornei numa assaltante... ;)


Apetecia-Me fazer uma revolução...
No que e aonde é que eu não sei...


2011/01/12

Doloroso... Embaraçoso...


Não Gosto de Ir a Funerais...

Os mortos já não me ouvem...

Aos vivos nunca sei o que dizer...



Desculpa...

2011/01/10

Venci!! Ele é que Cedeu!

Pois foi... desta vez venci!
Ele lá se rendeu a mim e o sol veio mesmo... 
Tá bem... parece que ainda vêm por aí mais uns chuviscos, mas não faz mal... o que interessa é que Eu venci, foi Ele quem cedeu 1º!
Fiquei tão entusiasmada que já estou a arquitectar a forma de fazer o mesmo com o Santo António... mas neste caso ainda não descobri como vou fazer-lhe frente... a matéria parece-me um "petit rien" mais complicada...
Se no caso de São Pedro um mini-calção, o cabelo solto e um "amado" guarda-chuva foram itens suficientes, já no caso de Santo António ando perdida...
Aceitam-se sugestões, aqui ou no email*...
Ah, se acharem que mais vale estar como estou, sem apêndice (namorado), também o podem manifestar... 

(Pensamento a decorar... não vá um dia necessitar...)

*há quem goste de não ser "visto"...

2011/01/06

Ora Vamos Lá Ver Quem Cede 1º!


Então é assim Sr. São Pedro eu não te peço nada... não te vou pedir para acalmares os ânimos e amainares o tempo... podes esperar sentado...

1º porque eu sou uma orgulhosa do caraças e nestas coisas raramente cedo...
2º porque eu a pedir algo peço aos Pedros que conheço e que não são santos... nada de compromissos... entendido? 

Podes continuar a tentar destruir o meu amado guarda-chuva da BD do Mickey, enviando ventos fortíssimos;
Podes molhar-me as pernitas, ou melhor encharcá-las, enviando aquelas chuveiradas de água assim a modos que meio inclinadas e sempre no sentido contrário ao do guarda-chuva;
Podes pôr-me o cabelo todo aos caracóis (parece que nem me fica mal...), enviando montanhas de humidade...
Não importa... 
Eu Não Cedo!
Amanhã vou outra vez de mini-calção e de cabelo solto mesmo com chuva a cântaros;
Vou abrir o meu amado guarda-chuva da BD do Mickey quer haja rajadas de vento a 130 km/hora quer não!
Nem penses em te desculpar com o Malkovich eu não sou o Clooney, não te dou as cápsulas, eu nem bebo desse café... tenta outra coisa...


2011/01/04

Dúvida "Semi-Jurídica"!


Se alguém tiver de pagar uma multa, por não ter parado a tempo na passagem para peões, porque ia a olhar para uma moça que ia no passeio do outro lado da rua, será que esse alguém pode processar a tal da moça, que ia no passeio do outro lado da rua, por incitamento à distracção?!




2011/01/03

Por Vezes Apetece-Me...


Um ombro...
Um ombro onde encostar a minha cabeça!
Deixá-la pender lentamente para descansar!

Um rosto...
Um rosto que se incline para o meu!
Para o meu rosto pousado naquele ombro!

Uns lábios...
Uns lábios que suavemente pousem em mim!
Me beijem a fronte, a ponta do nariz e a boca!

Uns braços...
Uns braços que me envolvam!
Me protejam, me abracem, me confortem!

Um tronco...
Um tronco cujos braços me puxem contra si!
Onde eu possa repousar o meu corpo cansado!

Umas mãos...
Umas mãos que me façam cafuné!
Me acalmem, me seduzam e me façam sonhar!

Por vezes Apetece-Me...

Mas...

Depois acordo e continuo que a Vida não espera e Eu não tenho tempo para namorar divagar...

 Still Afternoon - Zhaoming Wu

Faits Divers With Nonsense
by Green Eyes