2010/12/31

Para Ti*...


Eu podia escrever-Te um poema de Amor...

Mas não tenho tempo...

Eu podia escrever-Te uma carta de Amor...

Mas não tenho tempo...

Eu podia enviar-Te uma SMS de Amor...

Mas não tenho tempo...

Eu podia dizer-Te várias vezes que te Amo...

Mas não tenho tempo...

Porque todo o tempo que tenho, me resta para viver, gasto-o (uso-o) a Amar-Te!!

Mas... 
Como o Amor e a Amizade também vivem de palavras...

Amo-te!
Gosto Muito de Ti!

Your are Loved by Anne Tavoletti
 
* Família e Amigos, nos diversos graus de sentimento que por eles nutro!
(podia usar o "vós" mas preferi usar o "ti" porque quero que cada um de vós que leia estas palavras [irei enviar a quem não lê o blogue] as entenda como suas... para si...)

2010/12/30

Nem Sei Se Fique Triste ou Feliz!!


Uma coisa é a inspiração...

Outra por sinal, a meu ver, bem diferente é a cópia*... (por vezes péssima...)

Se, por um lado fico vaidosa de ser motivo de inspiração de alguém, por outro fico furiosa quando copiada, a maioria das vezes muito mal copiada...

Se bem que... há sempre um misto de sentimentos... é que se somos copiados, ainda que mal, é porque há alguém que nos acha muito bons...
Depois... bem depois, o facto de sermos mal copiados é um problema de quem nos copia e não nosso... falta de qualidade do copiador e não do copiado...

Mesmo assim ando para aqui a ver se me rio, se choro ou se pura e simplesmente ignoro...

Ainda me surpreendo pelo facto de me dizerem não vales um chavo e depois tentarem ser como eu...
Há coisas extraordinárias... não há??!!

Cópia                               Original



*Cópia de qualquer uma das nossas diversas facetas.

2010/12/29

Lapalissada...


Há sempre um pouco de verdade nas mentiras* que te digo...
Há sempre um pouco de mentira nas verdades** que me dizes...






Sea Breeze I by Carol Saxe
 * Mentiras que eu te digo que o são...
** Verdades que tu pensas que eu acredito o serem...
O "tu" podes ser tu, ou tu, ou tu, ou até mesmo tu...

2010/12/28

(5) Conversas Entre Ele e Ela!


Ele - O que te faria apaixonar? O aspecto físico, o olhar, a maneira de ser, o sentido de humor? Conta-me... 

Ela - Quiçá apenas um pouco de loucura...

Ele - A loucura dele?

Ela - Não... a minha!

Ele - E estás?

Ela - O quê?

Ele - Louca...

After Hours - Brent Heighton


2010/12/23

Hoje Fiz Uma Trança Com o Meu Cabelo!

Penteei o meu cabelo devagar!
Penteei-o para o lado esquerdo do meu rosto!
Deixei que as suas madeixas alaranjadas escorregassem pelo meu ombro nu!
Dividi o cabelo, lentamente, em três partes!
Enquanto te imaginava a olhar-me fui entrelaçando as suas madeixas!
Entrelaçando-as umas nas outras!
Uma madeixa após outra!
Lentamente as minhas mãos, os meus dedos iam enroscando, torcendo, enlaçando!
De olhar lânguido fui enredando o meu cabelo como se de ti se tratasse!
Como se fosses tu a quem eu enlaçava!
De sorriso envergonhado nos meus lábios imaginei-te enlaçado nos meus dedos, nas minhas mãos, nos meus braços!
Imaginei-te olhando-me de olhar enlevado! 

Hoje fiz uma trança!

Apetece-te desfazê-la?

 
Girl Braiding Her Hair - Renoir

(Gosto de ir a Museus e inventar palavras, frases, histórias enquanto olho os quadros, neste foi isto que imaginei... e como hoje fiz uma trança...)

2010/12/19

E de Repente Pensei Nas Pessoas* que...


Passa(ra)m pela minha vida!
No impacto positivo e/ou negativo que cada uma delas tem/teve!
Apeteceu-me [ainda me apetece em alguns dos casos] chorar ou rir!

Será que elas, as pessoas que passa(ra)m pela minha vida, têm noção do seu impacto na minha vida?!
Terão consciência de como altera(ra)m o rumo da minha vida?!
De como condiciona(ra)m, ainda que eu o faça de uma forma inconsciente, as minhas atitudes em determinadas situações?!
Eu sei quem sou [de uma forma geral, já que penso que estou sempre em aprendizagem], mas também sei que muito do que sou foi construído por/com os outros!
Seria eu, por exemplo, como sou se o António** não tivesse passado pela minha vida?!
Provavelmente não... provavelmente seria mais feliz, ou melhor seria feliz de um outro modo, já que não me posso considerar não feliz... Confiaria eu mais nos outros em determinadas facetas da minha vida?
Quem sabe...

A todos agradeço! A uns pelo bom que me deram a outros pelo mau
Tanto uns como os outros me ajudaram a construir este Ser que uns amam e outros talvez nem tanto...

E Tu? 
Tens noção do teu impacto na minha vida?
E Eu? 
Tenho ou tive impacto na tua vida?


* Falo de pessoas que tiveram ou têm impacto na minha vida, não de todas as que efectivamente passa(ra)m por ela...
** Daqueles seres que nos aparecem no caminho da vida numa altura em que ainda não nos sabemos defender dos ególatras capazes de tudo para satisfazerem as suas vontades...

2010/12/17

Quem Brinca Com o Fogo Queima-se?

Será?
Se sim acho que estou a arranjar lenha para me queimar...

Conhecemo-nos profissionalmente há pouco tempo e eu antipatizei [começo a ter dúvidas...] desde logo com ele, mas não resisto [acho que também não me esforço muito...] a provocá-lo!
Uma provocação profissional é certo! Aliás talvez seja mais um excesso de zelo...
Porque gosto de o fazer?
Talvez porque me dá prazer ver alguém fazer mais de 100 km [e mais 100 km na volta]  só para poder corrigir pessoalmente os erros que fez...
Erros esses que seriam facilmente evitados...

Eu sei que já tenho idade para ter juízo mas...
Não Me Apetece!

2010/12/16

Momento de Indecisão!


Hoje ao ver uma pessoa atravessar a rua por breves segundos hesitei entre

O travar

E

O acelerar...

Como não me consegui decidir mudei de rumo...

Pessoa essa que não sei quem era...
(Podia ser uma alegoria... quiçá o é...)

2010/12/15

O meu lado "Masoquista" ou será "Sádico"?!

Eu gosto de pessoas!
Gosto de conviver com elas, de trabalhar com elas, de as observar, de as tentar perceber, de as tentar ajudar e etc.!
A minha dúvida surge quando me questiono sobre o facto de gostar especialmente de pessoas que se olham ao espelho mas não se vêem!
Aquelas pessoas que não têm defeitos apenas qualidades, obviamente isto na óptica delas, na visão delas, no reflexo que elas enxergam no espelho das suas vidas!
Eh pá, eu também tenho momentos de achar que só tenho qualidades, mas depois tomo consciência dos meus defeitos...
  • Eu nem sou, normalmente, egoísta, mas de vez em quando apetece-me! - é só para mim, primeiro EU!
  • Eu nem sou, normalmente, invejosa, mas de vez em quando apetece-me! - invejo a mulher do Josh Holloway [e não é pela beleza dela...], por exemplo...
  • Eu até sou, normalmente, generosa! - mas também tenho vícios [livros, viagens, lingerie...] e preciso de os satisfazer!
  • Eu sei ser boa pessoa! - mas também sei ser reles!
  • Eu sou, normalmente, altruísta! - mas de vez em quando quero é que aquele próximo se f...!
E muitas coisas mais...

Assim, fico sempre na dúvida, será que sou masoquista e aceito impávida e serena este género de pessoas na minha vida porque gosto de sofrer às mãos delas, ou será que, pelo contrário, sou sádica e tenho um bocadinho de prazer em as ver fazer figura de ridículas?!
Vê-las naqueles momentos em que elas apregoam aos quatro ventos o quão magníficas são e ao mesmo tempo todas as suas atitudes nos mostram o contrário?! Em que só elas não vêem o óbvio?!

Hum... não sei... 
Apenas sei que gosto de pessoas e de as tentar perceber!

Tatieva-Reflections

2010/12/13

Fecha Os Olhos...



Não os abras...
Apenas ouve o que te digo...
O que te sussurro...
Esquece tudo à tua volta, concentra-te apenas no som da minha voz...
Ouve as palavras...
Agora que já me ouviste...


Escuta-me...
Pensa nas palavras...
Esquece todo o resto...
Não penses em mais nada...
Pensa apenas nas palavras...
Nas minhas palavras...
Deixa-te seduzir por elas...
Deixa-te inebriar pelo toque delas...
Pelo sopro do som que emana dos meus lábios...
Sentes?

Deixa-te levar por elas...
Pelas minhas palavras...
Deixa que elas te envolvam...
Te enlacem...
Te prendam...

Agora que esqueceste tudo à tua volta e me escutas apenas a mim...
Passemos ao estágio seguinte...

Então?!
Demoras muito?!

2010/12/09

Vou Contar-vos O Porquê de Estar Mais Feliz Hoje!


Hum... não vou nada...
Há coisas/situações que sabem melhor em Segredo!

Já lá dizia o Séneca

"Evitamos a inveja se guardarmos as alegrias para nós próprios!"


Que música escolheriam para ilustrar a felicidade?
Que imagem escolheriam para ilustrar a felicidade?
(Estas são as minhas de hoje... amanhã quem sabe...)


Mas, como a maioria de vós não é invejoso... pensem numa(s) palavra(s) começada(s) pela(s) letra(s) F, P ou C... e percebem logo como eu sou uma fácil nestas questões da felicidade... ou não... ;)


2010/12/07

É A Minha Opinião E Ponto Final!! [ou reticências...]


Quero lá saber se toda a gente acha o máximo o facebook!
Pronto, está bem, dizem que é uma maravilha para se conhecer pessoas, mas a mim isso é-me indiferente, eu não lhe vejo nada de interessante e ponto!
Aliás a única vez que estava com alguém a ver os seus "amigos" deparei-me com uma "cara" que andei anos [foram uns bons 3 a 4 dias de certezinha] a tentar esquecer! 500 milhões de utilizadores e a "cara" tinha de estar logo ali...
Questionei o "alguém" sobre a sua ligação com tal "cara" e a resposta foi que nem sabia quem era, que era apenas um amigo do facebook!!!
Fónix... o meu conceito de amigo é muito diferente...
Confesso, que tenho (acho que ainda lá deve estar se bem que eu já lá não vou) uma conta hi5 (usava-a para exibir fotos minhas em viagens...), mas com um número de amigos muito modesto, diria mesmo baixíssimo... Aliás uma das coisas que me fez deixar o hi5 abandonado foi o facto de receber pedidos de pessoas que nem sabia de onde vinham!
Incoerente, pensam vocês! Sim, se pensas assim das redes sociais (??) porque tens um blog?
Porque me parece diferente, quiçá estou enganada, se mo demonstrarem quiçá eu mude de opinião, mas até lá é assim que eu penso!
Posso estar errada mas é a minha opinião, tal como tenho a minha opinião sobre infidelidade, sobre política, sobre religiões, sobre fé ou a falta dela, sobre celibato, sobre sexo casual, sobre eutanásia, sobre a pobreza, sobre o desemprego, sobre traição, sobre ambição ou a falta dela e por aí afora...
Eu respeito a opinião dos outros, de vez em quando, quando acho que vale a pena ou mo pedem, até sou capaz de tentar dar um conselho ou outro!
Pronto... lamento mas ainda não é desta que vou aderir ao facebook...
Isto veio a propósito de me dizerem que eu nunca opino sobre nada... (desta vez falava-se das vantagens do facebook para se fazer amizades)
Se o não faço, não é por não ter opinião, é apenas porque, contrariamente a outros, não considero ser dona da verdade, apenas sou dona da minha verdade!
Sempre disposta a mudar, a aprender e a aceitar outras verdades desde que me convençam...
Se é para opinar eu opino, aliás eu sou muito opinante, só não opino é com qualquer um! 

Cartoonices Blogue

2010/12/06

Coisas Divertidas* que Eu Oiço!


Casa comigo e vamos para o Brasil salvar as focas!



(Um doce [à escolha] a quem adivinhar o que me fez rir...)

*na minha perspectiva de divertimento, óbvio...

2010/12/02

Amo-Te... Sempre Te Amei!

Ana está nervosa, hoje é o 1º dia de aulas, o seu 1º dia de aulas!
Ana tem 22 anos é recém licenciada e hoje enfrentará pela 1ª vez uma turma! Sente-se ainda mais nervosa porque sabe que será uma turma de apenas rapazes. Não sabe bem explicar porquê mas sente-se nervosa com toda esta situação! Rapazes e aulas práticas de informática parecem-lhe dois elementos capazes de serem difíceis de gerir, mas no fundo sente que não é isso que a está a preocupar!
Quando a campainha soa já ela se encontra na sala de aulas! Optou por ir mais cedo para evitar ter de enfrentar os alunos aguardando-a à porta!
Começam a entrar os miúdos, num rápido olhar pela pauta constata que têm todos entre 16 e 18 anos. Entre um bom-dia profª, um sorriso e outro lá vão entrando, mais ou menos de forma ordeira!
De repente o seu olhar prende-se num outro olhar... num olhar que se fixa no seu... uns olhos negros envolvem os seus de tal modo que se sente estremer... sente o seu coração bater mais forte...
(...)
Com o passar dos dias os seus olhares vão-se intensificando, as mãos vão-se encontrando, todas as desculpas servem para que ela se aproxime dele. Desculpas de parte a parte... o sentimento é recíproco!
O tempo passa e cada vez mais ela se sente num redemoinho... num turbilhão de sentimentos... sente que o ama, mas sabe que não o pode amar... ele tem apenas 16 anos!
Tudo seria tão mais fácil se ele não a amasse, mas ele insiste que sim, que a ama!
São as rosas que lhe deixa sobre a secretária, sem ninguém dar por isso! Os bilhetes que lhe escreve e que sorrateiramente lhe enfia nos bolsos, na pasta! 
Sente-se tão bem e ao mesmo tempo tão culpada... 
Vale-lhe o facto de não ser ela a profª responsável pelas notas, nesta turma é o colega que o terá de fazer... não conseguiria ser imparcial... 
Nunca com o Miguel!
(...)
O ano lectivo termina e Ana evita a todo custo as investidas de Miguel!
De olhar emocionado olha mais uma vez para o bilhete que ele lhe deixou na secretária!
Diz que a ama e pede-lhe que lhe escreva...
Ana chora! Olha mais uma vez o mar e chora! 
Apenas o quer esquecer... e mais ainda quer que ele a esqueça... no fundo sabe que ele o conseguirá, afinal é tão miúdo...
(...)
Ana dirige-se mais uma vez à construtora, será que é desta que o tal do arquitecto a vai atender? 
Quando lá chega um rapaz sorridente diz-lhe que sim, que o colega hoje está!
Enquanto espera olha algumas maquetas virando-se de costas para a sala! 
De repente ouve uma voz que a faz estremecer! 
Miguel?! Não é possível, é apenas um timbre parecido, afinal já se passaram 10 anos!
Vira-se sorridente e encontra aquele olhar... o seu olhar... depois de tanto tempo o seu olhar prende-se no dela... estremece! O coração bate mais forte!
Ana?! - pergunta-lhe ele sorridente!
Miguel?!
Sorriem!
(...)
São dez da manhã dum sábado, Ana enrosca-se em Miguel, abraça-o!  Olha-o nos olhos, naqueles olhos negros que ela tanto adora!
Miguel sorri-lhe, abraça-a, beija-a e pela enésima vez diz-lhe:

- Amo-te! Sempre te amei!
Short Stories
Green Eyes


(Para a Docinho de Coco [que pediu] e para todos aqueles que gostam de histórias com finais felizes... a mim custou-me imenso fazer um final destes...)