2010/10/07

Odeio A Morte!

Odeio os seus subterfúgios!
Odeio os seus enredos novelísticos, em que nos emaranha por dias, meses!
Odeio que me leve os que Amo!
Odeio que leve todos os que não merecem (se é que há quem mereça a sua companhia)!
Odeio que me engane! Se é para ir que seja de uma vez!
Odeio a morte…

Pronto… já aliviei um bocadinho!