2010/10/29

Contradições... Ou Então Não!


Gosto de momentos perfeitos com finais imperfeitos...

Gosto de estar sozinha quando acompanhada...

Gosto do som das palavras no silêncio da fala...

Gosto do sorriso dos olhos encerrado no choro que deles brota...

Gosto de procurar aquilo que não quero encontrar...

2010/10/28

Eu Sei Que, Por Vezes, Sou "Picuinhas"...


Mas fazem-me muita um bocadinho de confusão aquelas pessoas que num dia nos falam super bem e coiso e tal e no dia seguinte nem um simples bom-dia nos dão...
Eh pá, se calhar sou eu que complico, talvez seja suposto ser assim, mas que não as entendo... lá isso não entendo...
Não sei, dá-me a volta aos neurónios... dá-me coceira... irrita-me o cérebro...
Fico sempre com vontade de lhes não responder na próxima vez que se dignarem a me dirigir os seus tão preciosos vocábulos...

2010/10/26

As Nossas Mãos!


Mãos que se aproximam!
Mãos que se encontram!
Mãos que se tocam!
Dedos que se entrelaçam!
Dedos que se apertam!

Dedos que se soltam!
Mãos que se afastam!
Mãos que se desencontram!

Mãos que se perdem!
Mãos que se esquecem!


Até um dia...

Um dia num qualquer universo!
Mãos que se encontram!
Mãos que se tocam!
Mãos que se reconhecem...


Ter Conversas Às 4 da Manhã no MSN...

É bom mas também é mau...

É bom porque... é bom!

É mau porque me dá a fome!!
Como eu quando estou na cama nunca me apetece levantar para nada, mas nada mesmo, tive de comer o que estava mais à mão... uma caixa de Turrón...



Que vontade de comer bolo de chocolate com azeitonas e presunto; ou umas bifanas com doce de maçã, nozes e canela; ou uns filetes de perca com ananás e molho de soja...
Das duas três ou deixo de ter conversas a estas horas ou vou dormir para a despensa...

2010/10/25

Se Eu Te Der Um Beijo Na Boca Tu Que Fazes?


Perguntou-lhe ele!

Nada - respondeu-lhe ela!

Então quer dizer que afinal não te sou indiferente, que sentes algo por mim - disse-lhe ele!

Não! Apenas quer dizer que não faço nada porque estarei num qualquer estado de coma ou morta... só assim o conseguirias... - retorquiu-lhe ela!

2010/10/21

Quero Fazer-Te Feliz!


Foi esta bela frase que ouvi hoje por volta das 7h30 min da manhã!
Estava eu naquela fase em que decido se me levanto ou não, aqueles 5 minutinhos de indecisão, quando toca o telemóvel. São aqueles minutos onde penso - não me levanto já, levanto-me só na última da hora, não tomo banho e visto qualquer coisa; só mais 10 minutos eu nem me maquilho dá tempo; vou ligar e dizer que estou doente e não vou; levanta-te e deixa-te de m...!
Como podia ser algum(a) colega a informar que não ia trabalhar atendi!

Mas não, afinal era... espera... vou pôr aqui hipóteses e a quem lhe apetecer pode tentar adivinhar, força!

  1. Era de uma companhia de seguros para apresentar uma campanha;
  2. Era da nova dependência bancária com uma campanha;
  3. Era alguém que descobriu o meu número e que me fez uma surpresa;
  4. Era engano;
  5. Não era esta frase eu é que percebi mal;
  6. Não sei quem era.
E já agora vamos ver se sabem qual a minha reacção!

Atendi e:
  1. Desliguei logo depois de ouvir a frase;
  2. Respondi - até que enfim;
  3. Disse - como?! Desculpe não percebi bem;
  4. Pedi para me ligar mais tarde, àquela hora ainda não estou funcional;
  5. Disse uma série de obscenidades, afinal não são horas destas coisas;
  6. Perdi-me na conversa e cheguei tarde ao trabalho.

2010/10/18

Porquê Sexo?! Porque Não Outra Coisa?!


Não consigo entender/perceber porque é que quando, numa segunda-feira de manhã, chego ao meu local de trabalho de sorriso bem disposto, a elogiar toda a gente, com vontade de cantar, me perguntam sempre, mas mesmo sempre que isso acontece, se eu tive um fim-de-semana de sexo!

Mas porque é que não me perguntam se foi de:
  • drogas;
  • álcool;
  • ter ganho no euromilhões "meia dúzia de trocos";
  • saber que eles vão todos ser despedidos;
  • saber que vou viver até aos 100 anos;
  • 5 horas de dança seguidas (adoro);
  • ter lido de uma assentada só um livro daqueles bem empolgantes...
Sei lá que mais...
Mas não, perguntam-me [até é mais afirmar...] sempre a mesma coisa...
"Então? Com essa boa disposição de certeza que foi um fim-de-semana só de sexo..."

O "meu problema" é que um dia vou ter, mesmo, de lhes contar qual é o meu segredo...


Nota - algumas das hipóteses não fazem o "meu género"...

2010/10/14

É Assim Que Eu Gosto dos Homens...


Caídos a meus pés!!

Lamentavelmente não posso meter em itálico a palavra "caídos"... é que o moço caiu mesmo, assim do verbo cair, tombar estão a ver?

Escorregou ou tropeçou nem sei, só sei que se estatelou, mesmo, a meus pés!!

E se no momento da queda, enquanto corriam braços para o ajudar, se ouviram vozes de - ai jesus que ele mata-se! - ai credooo! - ó meu Deus, coitado! - cuidadooo! - então pá estás maluco? - e etc. e tal, da minha boca só saiu a bela frase...
...
...
...

Até que enfim um homem de jeito a meus pés...


Conseguem imaginar quem ficou mais envergonhado no final??!!

2010/10/13

Cobardia!


Quando não temos coragem de dizer a alguém que não gostamos dele fazemos com que ele nos diga que não gosta de nós!

Deixamos que pense que a escolha  é desse alguém e não nossa!

É tão mais fácil*!

Salvador Dalí

* Parece mais fácil do que é... sendo que mesmo assim ainda é mais fácil do que o contrário...

2010/10/12

Voyeurismo Cibernético!


Ele espreita-me em segredo 
E eu 
Finjo que não vejo!

Her Eye - Vickie Fisher

2010/10/11

Disseram-Me Que...

De vez em quando precisamos sacudir a árvore das amizades para caírem as podres!
"Cartola de Mágico"

The Tree of Life, by Gustav Klimt
Eu, que sou uma moçoila que gosta muito de sacudir as ancas quando anda, pensei:
  • Amizades podres são amizades?
  • Se realmente existem amizades podres na minha árvore, será que vou gostar de as ver cair?
  • São podres porquê? 
  • Se eu gosto das minhas amizades como podem elas ser podres?
  • Será que vale a pena sacudir a árvore?
  • Não será mais benéfico para mim viver na "Santa ignorância"? 
  • Tendo a minha árvore tão poucos frutos não ficará despida?
  • Podre que é podre não se segura muito tempo na árvore, não acabará por cair sozinha? 

Livra... esta coisa das amizades é ainda mais complicada do que a dos amores...

2010/10/10

Porque Há Quem Insista...


Em dar-me os parabéns um mês antes mesmo sabendo que não estamos no signo de escorpião...

Brincadeirinha enviada...
Tenho para mim que tu queres é que eu bata a bota, é que diz o povo que dar os parabéns antes do tempo dá azar... ;)

Gostei da brincadeira mas agora vê lá se no mês que vem acertas no dia e me mandas qualquer coisinha de jeito... :)

2010/10/08

Ter Um "Vizinho* Jeitoso" Mas...

Surdo que nem uma porta por vezes é... tramado...

Green Eyes - Ó vizinho empreste-me aí a sua penii, se faz favori! (confesso que falei um bocadinho sussurrado demais e provavelmente exagerei na terminação das palavras...)

Vizinho (corado e a gaguejar...) - A... a... a... mi... mi... nha quê??!!


Sinceramente... e logo num dia em que eu nem estava a catrapiscar nem nada...

*rapaz que se sentou no lugar ao meu lado numa conferência e que apesar de eu não cheirar mal - tenho a certeza disso - se sentia um bocadinho desconfortável - ora olhava para mim, ora disfarçava que o fazia...

2010/10/07

Odeio A Morte!

Odeio os seus subterfúgios!
Odeio os seus enredos novelísticos, em que nos emaranha por dias, meses!
Odeio que me leve os que Amo!
Odeio que leve todos os que não merecem (se é que há quem mereça a sua companhia)!
Odeio que me engane! Se é para ir que seja de uma vez!
Odeio a morte…

Pronto… já aliviei um bocadinho!

(3) Dizem Que...


"Errar é humano..."

Sim, é uma verdade, mas...

Há uns que são muito, mas muito mais humanos do que outros...
Há até quem goste de ser exageradamente humano...
Tão humano que até assusta...

É nestas alturas que eu adoro - ainda mais - sentir-me uma "alien"...

2010/10/05

Ele Diz Que a Vida é um Sonho!


Eu digo que é um "matrix"!

Eles dizem-Me que é como um dente-de-leão...

Num minuto cheia, forte, bela...

No minuto seguinte foi-se com o vento...


2010/10/04

Das Coisas Estranhas da Vida!


Estranho é saíres para dançar num sábado à noite [coisa que já não fazias há séculos], teres um miúdo - 19/20 anos - a cortejar-te o tempo todo [o que não sendo anormal não deixa de ser estranho] e às páginas tantas descobrires que ele, o tal do miúdo insistente, é filho de um namorico que tiveste quando tinhas 14/15 anos!

Mais uns anos e sai-te o neto...


Este texto está assim escrito porque é a Green Eyes a falar com a Green Eyes Pequenina, aquela que vive escondida no cérebro de Green Eyes e que tem a mania de acreditar, ter esperança, achar que tudo tem um propósito, que as coisas acontecem por alguma razão... - É só ler aqui um exemplo!