2010/05/12

Conversas "Sobre o Amor"!


Como já sabem (alguns pelo menos) eu adoro conversar com crianças!
Acho as conversas, a lógica, as dúvidas delas uma delícia!
Tenho por hábito não lhes mentir e explicar-lhes sempre as coisas de uma forma verdadeira, o que provoca a confiança delas em mim.
Aliás uma das coisas que me deixa “encravada” é quando a minha sobrinha mais nova pede que seja eu a dizer "qualquer coisa" porque sabe que eu não lhe minto nem prometo o que não cumpro.

Pronto… depois desta “auto bajulação” passo ao que queria contar :)

Um destes dias estava na cabeleireira à espera e andava por lá a brincar uma miúda de 8 anos que se chamava Catarina.
A Catarina estava a folhear as revistas do "social" (são as que existem na cabeleireira, a mim dão-me sempre a "Maxmen" vá-se lá saber porquê…) e encontrou na “Maria”, acho que era essa, uma reportagem qualquer em que alguém dizia que já chorou por amor.
A Catarina vira-se para mim (é o que dá fazer-lhes uns piscar de olhos e sorrir-lhes de vez em quando) e pergunta-me com um ar super inocente:

- Tu já choraste porque um menino não gostava de ti?

Ao que eu respondi:

- Não, mas já chorei porque eu gostava de um menino!

A Catarina olha-me com uns olhos esbugalhados, um ar de “estas a gozar ou quê?!” e diz:

- Qual é a diferença?

Realmente… como explicar a uma menina de 8 anos a diferença?
Ora Green Eyes… devias era estar calada, ou melhor, limitar-te aos monossílabos… Sim; Não; Talvez…



(Obviamente que lá lhe consegui explicar qualquer coisa, mesmo ela não ficando muito convencida, mas de qualquer modo a vida encarregar-se-á de a elucidar...)