2010/04/05

O Pecado da Luxúria!!!


aqui falei sobre o pecado da vaidade e hoje apetece-me falar sobre o Pecado da Luxúria
Aquele pecado que nos impele à sensualidade, à lascívia, à volúpia, à libidinosidade e a outras coisas assim do género a que algumas pessoas apelidam de Pecados
Hum… na volta até que têm razão se não vejamos:

Green Eyes vai toda “pimpona” pelo passeio fora quando vê, do outro lado da rua, um rapaz e fica “encantada”!
Estranhamente, para quem conhece Green Eyes, assim à 1ª vista o rapaz chamou-lhe a atenção!
Moreno de olhos claros (devido à distância Green Eyes não consegue definir a cor) com um sorriso encantador (isso mesmo que estão a pensar… o rapaz estava a sorrir para Green Eyes…) e… enfim… um Ser aparentemente perfeito!
Green Eyes olha para rapaz assim de soslaio… rapaz olha para Green Eyes também de soslaio…
Green Eyes resolve “fazer charme”, ginga o andar ainda mais do que o costume (se é que é possível…), bate a pestana lentamente, passa a língua pelos lábios lentamente, a mão direita “empurra” a madeixa de cabelo para trás da orelha lentamente como se a acariciasse, inclina a cabeça ligeiramente para o lado como se estivesse envergonhada…
O rapaz do outro lado da rua, agora já quase paralelamente a Green Eyes, abana os braços e sorri…
Green Eyes pensa – “que querido, está a acenar-me… mas também podia ser menos efusivo…” – o rapaz agora abana mais rapidamente os braços.
Green Eyes continua a sorrir-lhe sem desviar o olhar… afinal não é todos os dias que um “Adónis” lhe sorri!!
Não é todos os dias que ela consegue ser tão sensual e “catrapiscar” assim um “jeitoso” tão repentinamente…
De repente Green Eyes percebe, da pior forma possível, o porquê de o rapaz lhe acenar tão efusivamente… bateu contra um candeeiro público…
Estava tão envolvida na sua nuvem de luxúria que nem se apercebeu de que o candeeiro ali estava!

Pois… se calhar é mesmo pecado e Green Eyes, que não é mulher de ficar à espera, levou, logo ali, o castigo…
Não sei o que lhe dói mais… se a cabeça devido à pancada, se a alma devido à vergonha…
É que o rapaz resolveu vir dar apoio a Green Eyes que apenas pedia, mentalmente – “vai-te embora, desaparece, ou eu morro aqui de vergonha…”!!