2010/12/31

Para Ti*...


Eu podia escrever-Te um poema de Amor...

Mas não tenho tempo...

Eu podia escrever-Te uma carta de Amor...

Mas não tenho tempo...

Eu podia enviar-Te uma SMS de Amor...

Mas não tenho tempo...

Eu podia dizer-Te várias vezes que te Amo...

Mas não tenho tempo...

Porque todo o tempo que tenho, me resta para viver, gasto-o (uso-o) a Amar-Te!!

Mas... 
Como o Amor e a Amizade também vivem de palavras...

Amo-te!
Gosto Muito de Ti!

Your are Loved by Anne Tavoletti
 
* Família e Amigos, nos diversos graus de sentimento que por eles nutro!
(podia usar o "vós" mas preferi usar o "ti" porque quero que cada um de vós que leia estas palavras [irei enviar a quem não lê o blogue] as entenda como suas... para si...)

2010/12/30

Nem Sei Se Fique Triste ou Feliz!!


Uma coisa é a inspiração...

Outra por sinal, a meu ver, bem diferente é a cópia*... (por vezes péssima...)

Se, por um lado fico vaidosa de ser motivo de inspiração de alguém, por outro fico furiosa quando copiada, a maioria das vezes muito mal copiada...

Se bem que... há sempre um misto de sentimentos... é que se somos copiados, ainda que mal, é porque há alguém que nos acha muito bons...
Depois... bem depois, o facto de sermos mal copiados é um problema de quem nos copia e não nosso... falta de qualidade do copiador e não do copiado...

Mesmo assim ando para aqui a ver se me rio, se choro ou se pura e simplesmente ignoro...

Ainda me surpreendo pelo facto de me dizerem não vales um chavo e depois tentarem ser como eu...
Há coisas extraordinárias... não há??!!

Cópia                               Original



*Cópia de qualquer uma das nossas diversas facetas.

2010/12/29

Lapalissada...


Há sempre um pouco de verdade nas mentiras* que te digo...
Há sempre um pouco de mentira nas verdades** que me dizes...






Sea Breeze I by Carol Saxe
 * Mentiras que eu te digo que o são...
** Verdades que tu pensas que eu acredito o serem...
O "tu" podes ser tu, ou tu, ou tu, ou até mesmo tu...

2010/12/28

(5) Conversas Entre Ele e Ela!


Ele - O que te faria apaixonar? O aspecto físico, o olhar, a maneira de ser, o sentido de humor? Conta-me... 

Ela - Quiçá apenas um pouco de loucura...

Ele - A loucura dele?

Ela - Não... a minha!

Ele - E estás?

Ela - O quê?

Ele - Louca...

After Hours - Brent Heighton


2010/12/23

Hoje Fiz Uma Trança Com o Meu Cabelo!

Penteei o meu cabelo devagar!
Penteei-o para o lado esquerdo do meu rosto!
Deixei que as suas madeixas alaranjadas escorregassem pelo meu ombro nu!
Dividi o cabelo, lentamente, em três partes!
Enquanto te imaginava a olhar-me fui entrelaçando as suas madeixas!
Entrelaçando-as umas nas outras!
Uma madeixa após outra!
Lentamente as minhas mãos, os meus dedos iam enroscando, torcendo, enlaçando!
De olhar lânguido fui enredando o meu cabelo como se de ti se tratasse!
Como se fosses tu a quem eu enlaçava!
De sorriso envergonhado nos meus lábios imaginei-te enlaçado nos meus dedos, nas minhas mãos, nos meus braços!
Imaginei-te olhando-me de olhar enlevado! 

Hoje fiz uma trança!

Apetece-te desfazê-la?

 
Girl Braiding Her Hair - Renoir

(Gosto de ir a Museus e inventar palavras, frases, histórias enquanto olho os quadros, neste foi isto que imaginei... e como hoje fiz uma trança...)

2010/12/19

E de Repente Pensei Nas Pessoas* que...


Passa(ra)m pela minha vida!
No impacto positivo e/ou negativo que cada uma delas tem/teve!
Apeteceu-me [ainda me apetece em alguns dos casos] chorar ou rir!

Será que elas, as pessoas que passa(ra)m pela minha vida, têm noção do seu impacto na minha vida?!
Terão consciência de como altera(ra)m o rumo da minha vida?!
De como condiciona(ra)m, ainda que eu o faça de uma forma inconsciente, as minhas atitudes em determinadas situações?!
Eu sei quem sou [de uma forma geral, já que penso que estou sempre em aprendizagem], mas também sei que muito do que sou foi construído por/com os outros!
Seria eu, por exemplo, como sou se o António** não tivesse passado pela minha vida?!
Provavelmente não... provavelmente seria mais feliz, ou melhor seria feliz de um outro modo, já que não me posso considerar não feliz... Confiaria eu mais nos outros em determinadas facetas da minha vida?
Quem sabe...

A todos agradeço! A uns pelo bom que me deram a outros pelo mau
Tanto uns como os outros me ajudaram a construir este Ser que uns amam e outros talvez nem tanto...

E Tu? 
Tens noção do teu impacto na minha vida?
E Eu? 
Tenho ou tive impacto na tua vida?


* Falo de pessoas que tiveram ou têm impacto na minha vida, não de todas as que efectivamente passa(ra)m por ela...
** Daqueles seres que nos aparecem no caminho da vida numa altura em que ainda não nos sabemos defender dos ególatras capazes de tudo para satisfazerem as suas vontades...

2010/12/17

Quem Brinca Com o Fogo Queima-se?

Será?
Se sim acho que estou a arranjar lenha para me queimar...

Conhecemo-nos profissionalmente há pouco tempo e eu antipatizei [começo a ter dúvidas...] desde logo com ele, mas não resisto [acho que também não me esforço muito...] a provocá-lo!
Uma provocação profissional é certo! Aliás talvez seja mais um excesso de zelo...
Porque gosto de o fazer?
Talvez porque me dá prazer ver alguém fazer mais de 100 km [e mais 100 km na volta]  só para poder corrigir pessoalmente os erros que fez...
Erros esses que seriam facilmente evitados...

Eu sei que já tenho idade para ter juízo mas...
Não Me Apetece!

2010/12/16

Momento de Indecisão!


Hoje ao ver uma pessoa atravessar a rua por breves segundos hesitei entre

O travar

E

O acelerar...

Como não me consegui decidir mudei de rumo...

Pessoa essa que não sei quem era...
(Podia ser uma alegoria... quiçá o é...)

2010/12/15

O meu lado "Masoquista" ou será "Sádico"?!

Eu gosto de pessoas!
Gosto de conviver com elas, de trabalhar com elas, de as observar, de as tentar perceber, de as tentar ajudar e etc.!
A minha dúvida surge quando me questiono sobre o facto de gostar especialmente de pessoas que se olham ao espelho mas não se vêem!
Aquelas pessoas que não têm defeitos apenas qualidades, obviamente isto na óptica delas, na visão delas, no reflexo que elas enxergam no espelho das suas vidas!
Eh pá, eu também tenho momentos de achar que só tenho qualidades, mas depois tomo consciência dos meus defeitos...
  • Eu nem sou, normalmente, egoísta, mas de vez em quando apetece-me! - é só para mim, primeiro EU!
  • Eu nem sou, normalmente, invejosa, mas de vez em quando apetece-me! - invejo a mulher do Josh Holloway [e não é pela beleza dela...], por exemplo...
  • Eu até sou, normalmente, generosa! - mas também tenho vícios [livros, viagens, lingerie...] e preciso de os satisfazer!
  • Eu sei ser boa pessoa! - mas também sei ser reles!
  • Eu sou, normalmente, altruísta! - mas de vez em quando quero é que aquele próximo se f...!
E muitas coisas mais...

Assim, fico sempre na dúvida, será que sou masoquista e aceito impávida e serena este género de pessoas na minha vida porque gosto de sofrer às mãos delas, ou será que, pelo contrário, sou sádica e tenho um bocadinho de prazer em as ver fazer figura de ridículas?!
Vê-las naqueles momentos em que elas apregoam aos quatro ventos o quão magníficas são e ao mesmo tempo todas as suas atitudes nos mostram o contrário?! Em que só elas não vêem o óbvio?!

Hum... não sei... 
Apenas sei que gosto de pessoas e de as tentar perceber!

Tatieva-Reflections

2010/12/13

Fecha Os Olhos...



Não os abras...
Apenas ouve o que te digo...
O que te sussurro...
Esquece tudo à tua volta, concentra-te apenas no som da minha voz...
Ouve as palavras...
Agora que já me ouviste...


Escuta-me...
Pensa nas palavras...
Esquece todo o resto...
Não penses em mais nada...
Pensa apenas nas palavras...
Nas minhas palavras...
Deixa-te seduzir por elas...
Deixa-te inebriar pelo toque delas...
Pelo sopro do som que emana dos meus lábios...
Sentes?

Deixa-te levar por elas...
Pelas minhas palavras...
Deixa que elas te envolvam...
Te enlacem...
Te prendam...

Agora que esqueceste tudo à tua volta e me escutas apenas a mim...
Passemos ao estágio seguinte...

Então?!
Demoras muito?!

2010/12/09

Vou Contar-vos O Porquê de Estar Mais Feliz Hoje!


Hum... não vou nada...
Há coisas/situações que sabem melhor em Segredo!

Já lá dizia o Séneca

"Evitamos a inveja se guardarmos as alegrias para nós próprios!"


Que música escolheriam para ilustrar a felicidade?
Que imagem escolheriam para ilustrar a felicidade?
(Estas são as minhas de hoje... amanhã quem sabe...)


Mas, como a maioria de vós não é invejoso... pensem numa(s) palavra(s) começada(s) pela(s) letra(s) F, P ou C... e percebem logo como eu sou uma fácil nestas questões da felicidade... ou não... ;)


2010/12/07

É A Minha Opinião E Ponto Final!! [ou reticências...]


Quero lá saber se toda a gente acha o máximo o facebook!
Pronto, está bem, dizem que é uma maravilha para se conhecer pessoas, mas a mim isso é-me indiferente, eu não lhe vejo nada de interessante e ponto!
Aliás a única vez que estava com alguém a ver os seus "amigos" deparei-me com uma "cara" que andei anos [foram uns bons 3 a 4 dias de certezinha] a tentar esquecer! 500 milhões de utilizadores e a "cara" tinha de estar logo ali...
Questionei o "alguém" sobre a sua ligação com tal "cara" e a resposta foi que nem sabia quem era, que era apenas um amigo do facebook!!!
Fónix... o meu conceito de amigo é muito diferente...
Confesso, que tenho (acho que ainda lá deve estar se bem que eu já lá não vou) uma conta hi5 (usava-a para exibir fotos minhas em viagens...), mas com um número de amigos muito modesto, diria mesmo baixíssimo... Aliás uma das coisas que me fez deixar o hi5 abandonado foi o facto de receber pedidos de pessoas que nem sabia de onde vinham!
Incoerente, pensam vocês! Sim, se pensas assim das redes sociais (??) porque tens um blog?
Porque me parece diferente, quiçá estou enganada, se mo demonstrarem quiçá eu mude de opinião, mas até lá é assim que eu penso!
Posso estar errada mas é a minha opinião, tal como tenho a minha opinião sobre infidelidade, sobre política, sobre religiões, sobre fé ou a falta dela, sobre celibato, sobre sexo casual, sobre eutanásia, sobre a pobreza, sobre o desemprego, sobre traição, sobre ambição ou a falta dela e por aí afora...
Eu respeito a opinião dos outros, de vez em quando, quando acho que vale a pena ou mo pedem, até sou capaz de tentar dar um conselho ou outro!
Pronto... lamento mas ainda não é desta que vou aderir ao facebook...
Isto veio a propósito de me dizerem que eu nunca opino sobre nada... (desta vez falava-se das vantagens do facebook para se fazer amizades)
Se o não faço, não é por não ter opinião, é apenas porque, contrariamente a outros, não considero ser dona da verdade, apenas sou dona da minha verdade!
Sempre disposta a mudar, a aprender e a aceitar outras verdades desde que me convençam...
Se é para opinar eu opino, aliás eu sou muito opinante, só não opino é com qualquer um! 

Cartoonices Blogue

2010/12/06

Coisas Divertidas* que Eu Oiço!


Casa comigo e vamos para o Brasil salvar as focas!



(Um doce [à escolha] a quem adivinhar o que me fez rir...)

*na minha perspectiva de divertimento, óbvio...

2010/12/02

Amo-Te... Sempre Te Amei!

Ana está nervosa, hoje é o 1º dia de aulas, o seu 1º dia de aulas!
Ana tem 22 anos é recém licenciada e hoje enfrentará pela 1ª vez uma turma! Sente-se ainda mais nervosa porque sabe que será uma turma de apenas rapazes. Não sabe bem explicar porquê mas sente-se nervosa com toda esta situação! Rapazes e aulas práticas de informática parecem-lhe dois elementos capazes de serem difíceis de gerir, mas no fundo sente que não é isso que a está a preocupar!
Quando a campainha soa já ela se encontra na sala de aulas! Optou por ir mais cedo para evitar ter de enfrentar os alunos aguardando-a à porta!
Começam a entrar os miúdos, num rápido olhar pela pauta constata que têm todos entre 16 e 18 anos. Entre um bom-dia profª, um sorriso e outro lá vão entrando, mais ou menos de forma ordeira!
De repente o seu olhar prende-se num outro olhar... num olhar que se fixa no seu... uns olhos negros envolvem os seus de tal modo que se sente estremer... sente o seu coração bater mais forte...
(...)
Com o passar dos dias os seus olhares vão-se intensificando, as mãos vão-se encontrando, todas as desculpas servem para que ela se aproxime dele. Desculpas de parte a parte... o sentimento é recíproco!
O tempo passa e cada vez mais ela se sente num redemoinho... num turbilhão de sentimentos... sente que o ama, mas sabe que não o pode amar... ele tem apenas 16 anos!
Tudo seria tão mais fácil se ele não a amasse, mas ele insiste que sim, que a ama!
São as rosas que lhe deixa sobre a secretária, sem ninguém dar por isso! Os bilhetes que lhe escreve e que sorrateiramente lhe enfia nos bolsos, na pasta! 
Sente-se tão bem e ao mesmo tempo tão culpada... 
Vale-lhe o facto de não ser ela a profª responsável pelas notas, nesta turma é o colega que o terá de fazer... não conseguiria ser imparcial... 
Nunca com o Miguel!
(...)
O ano lectivo termina e Ana evita a todo custo as investidas de Miguel!
De olhar emocionado olha mais uma vez para o bilhete que ele lhe deixou na secretária!
Diz que a ama e pede-lhe que lhe escreva...
Ana chora! Olha mais uma vez o mar e chora! 
Apenas o quer esquecer... e mais ainda quer que ele a esqueça... no fundo sabe que ele o conseguirá, afinal é tão miúdo...
(...)
Ana dirige-se mais uma vez à construtora, será que é desta que o tal do arquitecto a vai atender? 
Quando lá chega um rapaz sorridente diz-lhe que sim, que o colega hoje está!
Enquanto espera olha algumas maquetas virando-se de costas para a sala! 
De repente ouve uma voz que a faz estremecer! 
Miguel?! Não é possível, é apenas um timbre parecido, afinal já se passaram 10 anos!
Vira-se sorridente e encontra aquele olhar... o seu olhar... depois de tanto tempo o seu olhar prende-se no dela... estremece! O coração bate mais forte!
Ana?! - pergunta-lhe ele sorridente!
Miguel?!
Sorriem!
(...)
São dez da manhã dum sábado, Ana enrosca-se em Miguel, abraça-o!  Olha-o nos olhos, naqueles olhos negros que ela tanto adora!
Miguel sorri-lhe, abraça-a, beija-a e pela enésima vez diz-lhe:

- Amo-te! Sempre te amei!
Short Stories
Green Eyes


(Para a Docinho de Coco [que pediu] e para todos aqueles que gostam de histórias com finais felizes... a mim custou-me imenso fazer um final destes...)

2010/11/30

Tenho Saudades...

de conversar com algumas pessoas...

Porque não o faço?

Não sei... talvez porque essas pessoas também não conversam comigo...

Porque não dou o 1º passo?

Por vergonha/receio... Nem sei...

Enfim...



Quem disse que era fácil?!

2010/11/29

Neste Natal!


Não vou oferecer-vos o que querem...
Vou apenas esperar que me dêem o que Eu Quero!

Neste Natal

Não vou pedir-vos que me peçam o que querem...
Vou apenas esperar que adivinhem o que Eu quero!

Neste Natal

Vou desejar que sejam felizes...
Aguardando que Me façam feliz!


Neste Natal

Invertam-se os papéis...



2010/11/25

O Encontro!!


Nervosa ela olha, mais uma vez, para o relógio! Só passaram três minutos desde a última vez que o fez! Ainda falta quase uma hora para começar a se arranjar. Não o quer fazer muito cedo, com os nervos que sente não valeria a pena fazê-lo! Às sete da tarde começa, assim estará pronta a horas, o encontro é só às oito da noite, dá tempo de se arranjar e percorrer o, longo [porque hoje tudo lhe parece mais longe, demorado], percurso até ao local do Encontro!
(...)
São quase horas de sair, olha-se uma última vez no espelho, gosta do que ele lhe mostra! Sai rapidamente, sabe que se se olhar muito desiste!
(...)
Chega quando faltam cinco minutos para as oito, a hora marcada! Olha em redor e não o vê!
Na sua cabeça ecoa uma pergunta "porque não chegou ainda?!" e uma resposta rápida "é cedo, eu é que cheguei antes da hora"!
Encosta-se na vedação e aguarda enquanto os seus olhos e pensamentos se perdem na paisagem! 
Olha o mar, os casais que passeiam, crianças que brincam, um homem que caminha sozinho à beira mar...
(...)
São oito e meia da noite!! Mais uma vez olha em redor na busca daquele rosto, do seu rosto, nada!
(...)
São dez da noite! 
Dói-lhe o corpo de estar tanto tempo em pé, de olhar tantas vezes em redor, dói-lhe a alma de tantas desculpas inventar para a sua falta!
Nem se apercebeu de que as luzes estão acesas, tudo lhe parece tão escuro!
Está sozinha! 
Fisicamente só, já ninguém passeia na praia! 
Sente-se só!
Não lhe apetece chorar! 
Não pode! 
Não deve!
(...)
Caminha de olhar perdido para o carro, é hora de regressar a casa!
De repente sorri!
Um pensamento acalma-a!
Ele não veio, não porque o não quisesse, mas aconteceu-lhe como naquele filme -
"An Affair to Remember"!
Amanhã ele liga-lhe...
(...)
Ele nunca lhe ligou...

Gary Whinn -Teardrop by the Ocean
Short Stories
Green Eyes


(Antes que iniciem os "filmes" isto é pura ficção - mas algo que eu imagino que me poderia acontecer se eu marcasse o encontro... e sim eu adoro fazer filmes... de terror...)

2010/11/24

Será Que é Assim?!


Será que os anónimos da blogosfera e os dos telemóveis são os mesmos?!

Ora bem, vejamos um caso prático:

Anónimo(s) da Blogosfera
  • Escrevem mensagens, geralmente desagradáveis, mesmo que não tenham nada a ver com o post;
  • Escrevem tudo aquilo que lhes provoca dor, inveja sobre as nossas pessoas;
  • Geralmente pertencem ao mesmo género que o visado(a);
  • Facilmente os reconhecemos depois de meia dúzia de comentários...
Anónimo(s) dos Telelés
  • Limitam-se a dar uns toques nas horas mais inusitadas;
  • Em dias de loucura deixam-nos atender a chamada e brindam-nos com o som da sua respiração mais ou menos excitada;
  • Geralmente pertencem ao género contrário ao do visado(a);
  • Raramente sabemos quem são, afinal todas as respirações são iguais, a menos que nos deixem, inadvertidamente, ouvir os ruídos de fundo que para nós são inconfundíveis...
Mas uma coisa é certa... ou então não:
  • são seres que nos amam em segredo... 
  • que perdem tempo das suas vidas connosco... 
  • a menos que sofram de qualquer outra patologia perturbante... Amam-Nos ou Invejam-Nos, o que na prática vai dar ao mesmo!!
Sei lá... eu só perco tempo com quem gosto, mas isto sou eu... que tenho muito com que me entreter...

2010/11/18

Warning... Warning...

Continua a dar-me facadinhas nas costas e depois admira-te que te cortem a cabeça sem contares com isso...


Pois é... eu nestas questões não costumo usar utensílios de lâmina ou afins, mas quando uso é logo uma motosserra... rápido, indolor e eficaz... faz é um bocadinho de porcaria mas paciência...

2010/11/17

Mania dos "Clichés"!!

Já não pode uma moça ter enjoos matinais, vómitos, tonturas e afins descansada que a pergunta é sempre a mesma:

 - Estás grávida?!

Ora, convenhamos que ficar grávida por obra e graça do espírito santo não deve ser coisa fácil... eu sei que a nossa imaginação tem muito poder, mas daí a...

Obviamente que a única resposta possível é:

- Claro que sim! Estou grávida de esperança que a vida mude!

2010/11/16

Receita para o Disparate...


Junte-se Green Eyes, alguns amigos, alguns conhecidos e alguns afins, enfiem-nos todos num bar e acendam-lhes a conversa!
Nem é necessário acrescentar álcool é só mesmo juntar estes ingredientes e é ver o disparate a crescer...
Hoje apetece-me contar uma conversa em que Green Eyes é a visada, podia contar de qualquer outro(a) mas apetece-me falar de Green Eyes, a mais desbocada e a que não resiste a provocações, além de que aqui é a casa dela!
Acrescentemos então aos ingredientes iniciais uma provocaçãozita a Green Eyes! [que é coisa para fermentar mesmo...]

Elemento feminino - Green Eyes, mas tu não te maquilhas enquanto conduzes?!

Green Eyes - Não, não consigo conduzir e maquilhar-me ao mesmo tempo, aliás acho que nunca tentei e não me apetece fazê-lo!

Elemento masculino - Eh pá, tu desculpa lá, mas gaja que é gaja tem saber ter uma mão no volante e com a outra passar o seu batônzinho enquanto se olha ao espelho...

Green Eyes - Oh pá, que chatice... acabei de saber que não sou gaja... devo ser um troglodita qualquer... é que eu consigo é ter uma mão no volante e com a outra coçar a virilha enquanto pisco o olho ao parceiro do lado...

2010/11/15

Finalmente é Segunda-Feira!


Nunca ansiei tanto por uma segunda-feira como desta vez...
Devo ser a única pessoa, ou quase, que está feliz por hoje ser segunda-feira e ter de vir trabalhar!
Não estou ainda a 100%, nem física nem mentalmente, mas também acredito que nunca estive, pelo menos a nível mental, por isso...

Viva a segunda-feira ;)

Esperemos que este sentimento de felicidade se mantenha até  ao fim do dia ;)

2010/11/12

Ansiando que os dias passem depressa!!


Já estou com saudades da rotina do day by day...
Credo... espero que chegue depressa a segunda-feira ...


2010/11/09

Porque Hoje é Dia de Aniversário!

De muitas pessoas em geral e do Meu em particular...
Apetece-Me deixar aqui um pouco de/para Mim!

Algures no tempo e no espaço um dia Eu cheguei a este Mundo!
Se fiquei feliz?
Não sei, mas sei que 98% da minha existência até agora o tem sido (de felicidade)!
Se ficaram felizes os outros ao meu redor?
Dizem que sim e continuam a (me) dizê-lo, chegando mesmo a haver mais dizentes do que os iniciais!
Por isso...

Feliz Aniversário Green Eyes!

Eu sei que não to digo muitas vezes, mas...

Gosto de Ti!

2010/11/08

Diz Que A Minha Vida É Uma Merda!

Perguntaram-me se eu estava apaixonada e eu respondi - não!
Perguntaram-me se alguém estava apaixonado por mim e eu respondi - que eu saiba não!
Então disseram-me - se não estás apaixonada e ninguém está apaixonado por ti então a tua vida é uma merda...

E eu que achava que no meio de tantos altos e baixos até tinha uma vidinha assim coiso, fiquei a saber que afinal sou uma iludida!
O que me surpreendeu mais no meio desta conclusão é que ela foi tirada por um homem...

A Vontade Que Tenho...


De me aproximar! 
Tocar onde nem posso sonhar! 
Sentir o que desejo sem lhe tocar!
Querer o que me é vedado almejar!
Viver o sentimento que quero criar! 
Mas Eu e Tu apenas o podemos sonhar! 

Nada faz sentido!

Mas tudo seria tão mais simples se eu te conseguisse amar...

Quem sabe tudo normaliza quando eu acordar...

2010/11/05

Fazes-Me Rir* mas Não Me Encantas...

Green Eyes - Mr. Funny, por favor pergunta aí ao Sr. se ele tem bluetooth!

Mr. Funny - Não pergunto nada já sei que ele tem é yellowtooth, basta olhar para ele!



* Não me fazes rir sempre é mais quando ando cansada...

2010/11/04

Não Entendo os "Trolhas"!

Piropiadamente falando já que em termos profissionais até os entendo muito bem...
Na semana passada sempre que eu passava perto deles [da construção onde eles andavam] era um tal de debitar de elogios piropos que eu até voava, sim que eu sou uma pimbalhona que gosta de piropos!
Era ouvi-los dizer - ó boua; ó jeitosa; ó deusa; ó flor mai linda; ó doce da tua mãe; ó princesa dos olhos verdes; ó baixinha das pernas bouas - e outras coisas que tais!
Agora que andam lá por casa, desde terça-feira cerca de oito deles, se oiço um bom-dia menina já vou com sorte...
Apre... será que eu perdi assim tantas qualidades neste mini-espaço-de-tempo?!

E em Relação aos "Amores" de Agora??!!


Já uma vez escrevi sobre as cartas de amor dos dias de hoje... (Sem) Sentido..., mas hoje surgiu-me uma dúvida...

No fim de uma ralação relação (uma coisa que eu tive no tempo do Salazar...) eu devolvi-lhe as cartas, os bilhetinhos e as fotos dele [foi ele que as exigiu...], hoje...

Ora bem, se fosse hoje* acham que lhe deveria reencaminhar os e-mails, as fotos e os etc. que ele me enviou via internet??!!



*Isto hipoteticamente falando, obviamente...
Não há ralações nem relações - descansa ó coisa anónima...

2010/11/03

"2º Encontro Com o Gentleman do Beijo e Apalpão"!

Lá voltaram a se encontrar* e desta vez foi, ligeiramente, diferente da 1ª vez em que se encontraram!
Confessa, Green Eyes, que afinal, gostou mais do 1º encontro, neste não houve apalpões e os beijos foram no sítio certo, a face. [a seu ver até foi o sítio errado, mas...]
No 1º encontro [lembram? "Para a próxima vez dou logo os beijos!"] tudo foi muito mais emocionante, mexido até...
Pois, mas como não podia deixar de ser Green Eyes lá meteu a pata na poça, mais uma vez! Se já o tinha feito na 1ª vez porque não fazê-lo na ?! Se bem que da 1ª vez o Gentleman ajudou...
Após a reunião o Gentleman convidou Green Eyes para um café, "los dos solos", obviamente que Green Eyes aceitou e toca de ir ao café!
Na hora do pedido, Green Eyes - barata tonta, totó, estúpida, parva, burra, camela, desajeitada, palerma que nunca vai acertar nestas coisas de "tentar impressionar" um elemento do sexo masculino com mais de 30 anos e menos de 40 anos - diz:

Green Eyes - Eu queria um café fresco (???) e uma garrafa de água cheia (???), se faz favor!

[A tentativa de emendar foi ainda mais desastrosa... tentou agarrar o braço ao empregado em jeito de pedido de desculpa, atirou-lhe com a bandeja pelos ares... e... bem... as palavras que lhe brotaram de tão encantadora boca nem é bom lembrar...]


Fónix... porque tinha o Gentleman de perceber e se rir??!!
E porque é que a porta de saída era tão longe??!!
E porque repetia o Gentleman as suas gafes??!!
De nada lhe valeu alguém dizer que até foi charmoso...
Se ela reage assim com alguém por quem não está apaixonada nem quero imaginar como seria se estivesse...
Mas o mais importante de tudo foi que Green Eyes adorou voltar à velha forma e fazer disparates, andava numa vidinha tão sem graça... ;)


*reunião com muitas mais pessoas...

2010/11/02

Apetecia-Me Estar Contigo...


Conversar Contigo olhos nos olhos e dizer-Te tudo o que Me Apetece!

Que Me olhasses olhos nos olhos e Me dissesses tudo o que Me Apetece!

2010/10/29

Contradições... Ou Então Não!


Gosto de momentos perfeitos com finais imperfeitos...

Gosto de estar sozinha quando acompanhada...

Gosto do som das palavras no silêncio da fala...

Gosto do sorriso dos olhos encerrado no choro que deles brota...

Gosto de procurar aquilo que não quero encontrar...

2010/10/28

Eu Sei Que, Por Vezes, Sou "Picuinhas"...


Mas fazem-me muita um bocadinho de confusão aquelas pessoas que num dia nos falam super bem e coiso e tal e no dia seguinte nem um simples bom-dia nos dão...
Eh pá, se calhar sou eu que complico, talvez seja suposto ser assim, mas que não as entendo... lá isso não entendo...
Não sei, dá-me a volta aos neurónios... dá-me coceira... irrita-me o cérebro...
Fico sempre com vontade de lhes não responder na próxima vez que se dignarem a me dirigir os seus tão preciosos vocábulos...

2010/10/26

As Nossas Mãos!


Mãos que se aproximam!
Mãos que se encontram!
Mãos que se tocam!
Dedos que se entrelaçam!
Dedos que se apertam!

Dedos que se soltam!
Mãos que se afastam!
Mãos que se desencontram!

Mãos que se perdem!
Mãos que se esquecem!


Até um dia...

Um dia num qualquer universo!
Mãos que se encontram!
Mãos que se tocam!
Mãos que se reconhecem...


Ter Conversas Às 4 da Manhã no MSN...

É bom mas também é mau...

É bom porque... é bom!

É mau porque me dá a fome!!
Como eu quando estou na cama nunca me apetece levantar para nada, mas nada mesmo, tive de comer o que estava mais à mão... uma caixa de Turrón...



Que vontade de comer bolo de chocolate com azeitonas e presunto; ou umas bifanas com doce de maçã, nozes e canela; ou uns filetes de perca com ananás e molho de soja...
Das duas três ou deixo de ter conversas a estas horas ou vou dormir para a despensa...

2010/10/25

Se Eu Te Der Um Beijo Na Boca Tu Que Fazes?


Perguntou-lhe ele!

Nada - respondeu-lhe ela!

Então quer dizer que afinal não te sou indiferente, que sentes algo por mim - disse-lhe ele!

Não! Apenas quer dizer que não faço nada porque estarei num qualquer estado de coma ou morta... só assim o conseguirias... - retorquiu-lhe ela!

2010/10/21

Quero Fazer-Te Feliz!


Foi esta bela frase que ouvi hoje por volta das 7h30 min da manhã!
Estava eu naquela fase em que decido se me levanto ou não, aqueles 5 minutinhos de indecisão, quando toca o telemóvel. São aqueles minutos onde penso - não me levanto já, levanto-me só na última da hora, não tomo banho e visto qualquer coisa; só mais 10 minutos eu nem me maquilho dá tempo; vou ligar e dizer que estou doente e não vou; levanta-te e deixa-te de m...!
Como podia ser algum(a) colega a informar que não ia trabalhar atendi!

Mas não, afinal era... espera... vou pôr aqui hipóteses e a quem lhe apetecer pode tentar adivinhar, força!

  1. Era de uma companhia de seguros para apresentar uma campanha;
  2. Era da nova dependência bancária com uma campanha;
  3. Era alguém que descobriu o meu número e que me fez uma surpresa;
  4. Era engano;
  5. Não era esta frase eu é que percebi mal;
  6. Não sei quem era.
E já agora vamos ver se sabem qual a minha reacção!

Atendi e:
  1. Desliguei logo depois de ouvir a frase;
  2. Respondi - até que enfim;
  3. Disse - como?! Desculpe não percebi bem;
  4. Pedi para me ligar mais tarde, àquela hora ainda não estou funcional;
  5. Disse uma série de obscenidades, afinal não são horas destas coisas;
  6. Perdi-me na conversa e cheguei tarde ao trabalho.

2010/10/18

Porquê Sexo?! Porque Não Outra Coisa?!


Não consigo entender/perceber porque é que quando, numa segunda-feira de manhã, chego ao meu local de trabalho de sorriso bem disposto, a elogiar toda a gente, com vontade de cantar, me perguntam sempre, mas mesmo sempre que isso acontece, se eu tive um fim-de-semana de sexo!

Mas porque é que não me perguntam se foi de:
  • drogas;
  • álcool;
  • ter ganho no euromilhões "meia dúzia de trocos";
  • saber que eles vão todos ser despedidos;
  • saber que vou viver até aos 100 anos;
  • 5 horas de dança seguidas (adoro);
  • ter lido de uma assentada só um livro daqueles bem empolgantes...
Sei lá que mais...
Mas não, perguntam-me [até é mais afirmar...] sempre a mesma coisa...
"Então? Com essa boa disposição de certeza que foi um fim-de-semana só de sexo..."

O "meu problema" é que um dia vou ter, mesmo, de lhes contar qual é o meu segredo...


Nota - algumas das hipóteses não fazem o "meu género"...

2010/10/14

É Assim Que Eu Gosto dos Homens...


Caídos a meus pés!!

Lamentavelmente não posso meter em itálico a palavra "caídos"... é que o moço caiu mesmo, assim do verbo cair, tombar estão a ver?

Escorregou ou tropeçou nem sei, só sei que se estatelou, mesmo, a meus pés!!

E se no momento da queda, enquanto corriam braços para o ajudar, se ouviram vozes de - ai jesus que ele mata-se! - ai credooo! - ó meu Deus, coitado! - cuidadooo! - então pá estás maluco? - e etc. e tal, da minha boca só saiu a bela frase...
...
...
...

Até que enfim um homem de jeito a meus pés...


Conseguem imaginar quem ficou mais envergonhado no final??!!

2010/10/13

Cobardia!


Quando não temos coragem de dizer a alguém que não gostamos dele fazemos com que ele nos diga que não gosta de nós!

Deixamos que pense que a escolha  é desse alguém e não nossa!

É tão mais fácil*!

Salvador Dalí

* Parece mais fácil do que é... sendo que mesmo assim ainda é mais fácil do que o contrário...

2010/10/12

Voyeurismo Cibernético!


Ele espreita-me em segredo 
E eu 
Finjo que não vejo!

Her Eye - Vickie Fisher

2010/10/11

Disseram-Me Que...

De vez em quando precisamos sacudir a árvore das amizades para caírem as podres!
"Cartola de Mágico"

The Tree of Life, by Gustav Klimt
Eu, que sou uma moçoila que gosta muito de sacudir as ancas quando anda, pensei:
  • Amizades podres são amizades?
  • Se realmente existem amizades podres na minha árvore, será que vou gostar de as ver cair?
  • São podres porquê? 
  • Se eu gosto das minhas amizades como podem elas ser podres?
  • Será que vale a pena sacudir a árvore?
  • Não será mais benéfico para mim viver na "Santa ignorância"? 
  • Tendo a minha árvore tão poucos frutos não ficará despida?
  • Podre que é podre não se segura muito tempo na árvore, não acabará por cair sozinha? 

Livra... esta coisa das amizades é ainda mais complicada do que a dos amores...

2010/10/10

Porque Há Quem Insista...


Em dar-me os parabéns um mês antes mesmo sabendo que não estamos no signo de escorpião...

Brincadeirinha enviada...
Tenho para mim que tu queres é que eu bata a bota, é que diz o povo que dar os parabéns antes do tempo dá azar... ;)

Gostei da brincadeira mas agora vê lá se no mês que vem acertas no dia e me mandas qualquer coisinha de jeito... :)

2010/10/08

Ter Um "Vizinho* Jeitoso" Mas...

Surdo que nem uma porta por vezes é... tramado...

Green Eyes - Ó vizinho empreste-me aí a sua penii, se faz favori! (confesso que falei um bocadinho sussurrado demais e provavelmente exagerei na terminação das palavras...)

Vizinho (corado e a gaguejar...) - A... a... a... mi... mi... nha quê??!!


Sinceramente... e logo num dia em que eu nem estava a catrapiscar nem nada...

*rapaz que se sentou no lugar ao meu lado numa conferência e que apesar de eu não cheirar mal - tenho a certeza disso - se sentia um bocadinho desconfortável - ora olhava para mim, ora disfarçava que o fazia...

2010/10/07

Odeio A Morte!

Odeio os seus subterfúgios!
Odeio os seus enredos novelísticos, em que nos emaranha por dias, meses!
Odeio que me leve os que Amo!
Odeio que leve todos os que não merecem (se é que há quem mereça a sua companhia)!
Odeio que me engane! Se é para ir que seja de uma vez!
Odeio a morte…

Pronto… já aliviei um bocadinho!

(3) Dizem Que...


"Errar é humano..."

Sim, é uma verdade, mas...

Há uns que são muito, mas muito mais humanos do que outros...
Há até quem goste de ser exageradamente humano...
Tão humano que até assusta...

É nestas alturas que eu adoro - ainda mais - sentir-me uma "alien"...

2010/10/05

Ele Diz Que a Vida é um Sonho!


Eu digo que é um "matrix"!

Eles dizem-Me que é como um dente-de-leão...

Num minuto cheia, forte, bela...

No minuto seguinte foi-se com o vento...


2010/10/04

Das Coisas Estranhas da Vida!


Estranho é saíres para dançar num sábado à noite [coisa que já não fazias há séculos], teres um miúdo - 19/20 anos - a cortejar-te o tempo todo [o que não sendo anormal não deixa de ser estranho] e às páginas tantas descobrires que ele, o tal do miúdo insistente, é filho de um namorico que tiveste quando tinhas 14/15 anos!

Mais uns anos e sai-te o neto...


Este texto está assim escrito porque é a Green Eyes a falar com a Green Eyes Pequenina, aquela que vive escondida no cérebro de Green Eyes e que tem a mania de acreditar, ter esperança, achar que tudo tem um propósito, que as coisas acontecem por alguma razão... - É só ler aqui um exemplo!

2010/09/30

Eu Sei Que Sou Totó...

Mas há vezes em que, sinceramente, acho que até serei mais do que isso... ou isso, ou então tenho de parar de cheirar gasolina quando vou abastecer o depósito do carro! O Sr. gasolineiro bem me diz que me faz mal, que fico sempre com um ar muito alegre mesmo ele me apresentando uma conta de mais de 60€... só pode ser dos efeitos do famigerado combustível!

Então não é que eu acreditei (acho que ainda acredito) que era possível conviver pacificamente a nível profissional?!
Que os que sabem mais, se dedicam, levam as tarefas a sério seriam naturalmente respeitados e que os de características contrárias os tomariam por exemplo e seguiriam as suas pegadas?!
Só mesmo uma totó como eu...
Mas o mais grave é que já nem ando nesta selva há dois dias... mais... muito mais...
Como alguém me diz - eu não só acredito no pai natal, no trenó bem como nas renas e, com um bocadinho de boa vontade, até que eles descem pelas chaminés!

Assim, fico sempre na dúvida... será que sou eu que estou errada?!

2010/09/29

O Fábio e o Meu Colar!

O Fábio tem 4 anos, quase 5 como ele gosta de dizer, e é filho de uma das utentes do serviço.
Enquanto eu tentava falar com a mãe, indicando-lhe o que tinha de fazer e sempre com a preocupação de que ela percebesse como era importante cumprir o que eu lhe ia dizendo, o Fábio ia desestabilizando...
Encantou-se com o meu colar e tentava, sim tentava, porque como eu me ia mexendo para falar com a mãe a indicar-lhe o que devia fazer e tal, ele de cada vez que tentava pôr a mão no meu colar, esta, a mão, escorregava-lhe para o decote, para as mamas, tendo até por vezes escorregado para dentro do decote...
"Ca animau é ete? E ete?" - questionava-me o Fábio.
"Espera um bocadinho que eu já converso contigo, pode ser?" - lá ia respondendo eu.

Às páginas tantas o Fábio passou-se e diz em altos berros, com cara de poucos amigos:

"Tá queta, axim não bejo os animauis... e já tou fato das tuas mamas..."

Nada melhor do que um elogio destes logo pela manhã... ;)

Obviamente que o mais difícil foi conter o riso, eu e a mãe do Fábio, não dava jeitinho nenhum que ele percebesse que teve piada...


2010/09/28

E Se Fossem Fazer Filhinhos e Viver Para Marte?!


Boa, não era?!
Vá lá, desamparem-me a loja!
Vão lá para Marte, até há lá água e tudo, se bem que para quererão vocês a água...
Enfim...
Toca lá de fazer filhinhos e irem para Marte e não tem de ser necessariamente por esta ordem... podem ir para Marte e fazer lá os filhinhos...

Eia, psiu... vocês aí... sim vocês, os leitores e comentadores do Para Quando Me Apetece..., onde é que vocês vão?!
Hã?! Hem?!
Já para os vossos lugares!
Não queriam mais nada... fazer filhinhos a esta hora... era o que faltava... eu não estava a falar com vocês... toca de trabalhar...
Vocês estão proibidos de ir seja para onde for sem me levarem... quer dizer... pelo menos avisar... depois logo decido...
Sinceramente... fala-se em fazer filhinhos e é a debanda total...
Escusam de dizer que foi a parte do Marte que ouviram...
Hum... ai a minha vida!

2010/09/27

Anda-Me a Apetecer Cair na Cantiga do Bandido*...


Quem por aqui me vai lendo e os que não me lendo me conhecem (ou aqueles que me conhecem e me vão lendo "em segredo"...) sabem que eu não sou mulher de cair na cantiga do bandido**... 
Em nenhum aspecto da minha vida me deixo levar pela tal da cantiga do bandido!
Mas ando cada vez mais desejosa de o fazer...
É um apetite tão, mas tão forte que não me apetece, nada, resistir à cantiga do bandido...
É que não é por nada... mas há cantigas do bandido que são irresistíveis... doces... cativantes...
E se eu cair na cantiga do bandido sabendo que estou a cair na cantiga do bandido ela, a cantiga do bandido, continua a ser a cantiga do bandido??!!
Caio?
Ou
Não caio?

Na volta estou para aqui com este dilema e a cantiga do bandido já se foi... puf... evaporou-se...


* para mim:
cair na cantiga do bandido = situação/pessoa que sabemos não ser como aparenta/quer aparentar ser...
** obviamente porque sei que é cantiga do bandido, caso contrário caio como os outros...

2010/09/24

Raio do "Careca" Que Me "Tira do Sério"!


Quando ele fala só um pensamento me vem à cabeça... a música da Rihanna e Eminem - Love The Way You Lie!!

Vale-lhe ter um sentido de humor que eu adoro...

So, Baby... lie to me... I love it... ;)


E não é que ainda há quem acredite nele?!
Not me, but I love a good liar... nestas questões, obviamente!

2010/09/23

(4) Conversas Entre Ele e Ela!


Ele - Não queres colorir a nossa amizade? [sorriso encantador e piscando-lhe o olho]

Ela - Não, por acaso não me apetece... [sorriso assim assim]

Ele - Então porquê? Não gostas de pintar? [olhar matreiro e piscando-lhe o olho]

Ela - Nem por isso... há coisas que ficam muito mais agradáveis a preto e branco... [sorriso de se continuares com esta conversa...]

Ele - Preto e branco é muito triste, monótono... [piscando-lhe o olho]

Ela - Pois... talvez seja, mas eu sou exigente nos lápis de cor, não pinto com qualquer marca... [sem sorriso]

Ele - Ah, mas a marca que eu uso é das melhores, acredita... [piscando-lhe o olho]

Ela - Pois que seja, mas eu já reparei que sou alérgica à sua composição [sorriso quase a reaparecer] e além disso acho que devias ir ao oftalmologista... 

Ele - Então porquê? Achas que vejo mal por achar que devemos colorir a nossa amizade? [sorriso de ai eu sou o maior]

Ela - Nada disso meu querido, muito pelo contrário, apesar de ser exagerado chamar amizade ao que nós temos, só mostra o teu bom gosto... [sorriso quase riso] é mesmo uma questão mais prática, é que passaste o tempo todo a piscar o olho, ou isso é um cisco, ou estás mesmo com algum problema mais grave...

O Meu Momento de Insanidade!


Sinceramente não sei se foi um momento de insanidade ou se a insanidade é permanente  em mim e os momentos de sanidade, esses sim, são passageiros! 
Não interessa, se calhar é uma coisa colectiva...
Ontem naquela viagem de cerca de 50 km de montanha, em que os únicos animais que se vêm são vacas, cavalos, ovelhas e pássaros, senti-me completamente insana, não pela paisagem mas pelo que me aconteceu!
Enquanto conduzia ia ouvindo a RFM - a única emissora de rádio que se consegue impor às emissoras espanholas naquela zona - quando começou uma música de que gosto bastante, Hallelujah [a versão era a de uma voz feminina, mas a minha preferida dentre as milhentas versões que existem é a do John Cale]. Instintivamente aumentei o som [altos berros] e comecei a gritar a letra - sim, é isso gritar, não sei cantar - enchi-me de coragem, força e gritei as palavras, senti-as, libertei-me, emocionei-me de tal modo que as lágrimas escorreram-me livremente pelo rosto! 
Não sei se foi da letra, da melodia, da paz do momento, da solidão momentânea, de tudo o que guardo dentro de mim, [causa dos pequenos toques que me vão dando e que penso que não me fazem mossa, mas que, afinal, me vão machucando...] apenas sei que me senti livre e ao mesmo tempo vazia, ridícula!
Quando a música acabou apenas um pensamento me passou pela cabeça...

Hoje queria tanto um Shrek na minha vida!!


Se isto não é insanidade... não sei o que será...

2010/09/21

Um Dia Pediste-Me Um Beijo...


E eu nada disse ou fiz...

Um dia pediste-Me um carinho...

E eu nada disse ou fiz...

Um dia pediste-Me um sorriso...
E eu nada disse ou fiz...

Um dia pediste-Me que te amasse...
E eu nada disse ou fiz...

Um dia pediste-Me que fosse tua...
E eu nada disse ou fiz...

Hoje que já nada queres digo-te...

Porque perdeste tempo a pedir?!...


Coisas Sem Sentido
Green Eyes

2010/09/20

Hoje...


Disse não!
Desliguei o telemóvel!
Não fiquei à espera!
Disse não!
Respondi ao que não me perguntaram!
Disse não!
Chorei porque me apetecia!
Sorri porque queria!
Comentei/não comentei o que escreveste porque me apeteceu e não porque me provocam para o fazer/não fazer!
Li todos os comentários anónimos antes de os apagar!
Disse não!
Disse-lhe verbalmente o que lhe digo sempre em pensamento!
Percebi que continuarei a dizer o que penso e a não pensar o que digo!
Disse não!
Eliminei contactos das várias contas de email!
Decidi que será como for!
Decidi que quero realizar o filme do guião que me escreveste!
Pergunto-te se queres contracenar comigo nesse filme!

Hoje foi assim...
Amanhã... será...


Hoje foi um dia... não um dia de calendário, apenas...
Um Dia...

2010/09/17

A Resolução do Puzzle...


Há alturas na vida em que apenas nos falta uma peça e completamos o puzzle!
Mas hesitamos... 
Ficamos assim de mão no ar, peça em riste e hesitamos...
Será que vale a pena completar o puzzle?
Ver a imagem que se revelará no final?
Não sei!!!
Sinceramente, desta vez, acho que não me apetece completar este puzzle...
Tenho para mim que prefiro viver na utopia de que a imagem não é aquela que, tudo indica, acabará por se revelar, mas é sim aquela que eu quero que seja...
Apetece-Me deixar o puzzle inacabado... pensar que alguém lhe trocou as peças, tendo-o assim distorcido...


Deprimente... Para Não Lhe Chamar Outra Coisa!


Se estar sozinha - num dia (noite) em que não nos apetecia - a ver um filme romântico já de si me soava deprimente, patético, a cereja no topo do bolo foi mesmo a porcaria do DVD estar avariado e ficar sem saber o final do filme... 
Porra, há dias (noites) que correm tão bem, mas tão bem que até acho que é milagre!
Ah, escusam de dizer... eu já sei... cada um tem a sorte que merece... só ainda não percebi é porque é que ultimamente mereço esta...
Haja paciência, afinal a vida é um carrossel e não tarda nada já ando na mó de cima de novo!
Vou ler um livro, provavelmente deveria tê-lo feito mais cedo, acho que deve ter as páginas todas...


2010/09/16

Quero Um Beijo Teu!!


Um Beijo pedido,
Um Beijo roubado,
Um Beijo sentido,
Um Beijo molhado!

Um Beijo de adulto,
Um Beijo infantil,
Um Beijo qualquer
Coração a mil!

Um Beijo mais leve,
Um Beijo virtual,
Um Beijo mais intenso,
Um Beijo carnal!

Um Beijo com lábios,
Um Beijo com língua,
Um Beijo no rosto mas
Que não me deixe à míngua!

Um Beijo de amigo,
Um Beijo de amante,
Um Beijo demorado,
Ou perdido num instante!

O Beijo falado,
O Beijo prometido,
Sempre sonhado,
Nunca cumprido!

Há beijos de mil e uma formas,
Há beijos de amor,
Há beijos de amizade,
Dá-me o teu Beijo seja ele qual for!

Dá-me um Beijo porque me apetece,
O meu mundo está perdido,
Se não me beijares agora
Nada fará sentido!

Dá-me um Beijo agora, 
Dá-mo depressa
Se te apetece ou não,
A mim não me interessa!

Dá-me um Beijo
Que me faça sonhar,
Dá-me um Beijo hoje,
Amanhã posso já cá não estar!

Esquece o Beijo,
Esquece o pedido,
Já não quero o teu beijo,
Se não for Sentido!

 
Mas uma coisa é certa
E só te digo,
Se me beijares agora
Tudo será sentido!



(Como se pode ler aceitam-se beijos de toda a espécie, menos de vampiro... é para vossa segurança, parece que o meu sangue anda adulterado...e avaliar por isto... deve andar mesmo... ;))