2009/03/22

Esperei-te!



Ontem esperei por ti!
Sentei-me naquele banco daquela avenida e esperei!
Segundos, minutos, horas sem fim!
Tu não vieste!
Tu nunca vens…
Procurei-te nos rostos que passavam!
Rostos disformes!
Olhares vazios!
Dois seres que se abraçavam sem se olhar!
Beijos trocados de forma “mecânica”!
Gestos sem sentido!
Busco nas carícias, de outros dois, trocadas de olhares perdidos um no outro, a tua!
Busco naquelas mãos que “sorrateiramente” se deram, a tua!
Gestos de amor!
Ontem quis-te!
Hoje não!

As palavras são minhas, inspirei-me em ti ;)
A ilustração (foto) é da Van, inspirou-se em mim (conhece-me bem).
A Van é minha amiga, daquelas que encontramos e ao “primeiro olhar” gostamos!
Ela é, entre outras coisas, fotógrafa.