2008/12/12

Maldita “Menière”!

Se há coisa de que eu não gosto é de estar doente. Detesto mesmo! Mas de vez em quando lá me acontece!

Mas desta vez… Ó Céus!!
Podia ser uma coisinha mais simples, uma gripezita, uma lombalgia, uma cefaleia, uma dor de dentes…
Mas não, tinha de ter uma estúpida de uma doença com um nome pomposo, “Menière”! Mas como diz uma amiga minha eu “nunca faço por menos”, gosto de ser, sempre, original!
No 1º dia tive sintomas tais como vertigens, em que tinha a impressão de que tudo girava à minha volta, se bem que ser o centro das atenções até que nem era má ideia! Esta sensação, de vertigem impediu-me me manter de pé e veio acompanhada de outros sintomas incómodos, tais como náuseas, vómitos, palidez e dores de cabeça. Parecia que estava embriagada (será que bebi e nem lembrava?!)
Senti-me de “cabeça a andar à roda” e nem era por um homem lindo :(



Mas nem tudo foram coisas más – eu tento sempre ver o lado positivo das coisas e, quiçá até o divertido.
Estive na “companhia” (ainda que virtual) de pessoas de quem gosto e que acredito gostem de mim! (se estiverem a mentir-me envio-lhes um vírus para o PC que nunca mais se conseguem "ligar").


Mas quando me faziam rir aí é que eram elas… Vinham logo as vertigens! Lol.
Como já me sinto a voltar ao normal, ainda que o meu normal seja, para muita gente, o anormal, na segunda-feira já volto para a “selva”! Vou puxar dos meus galões de chefe e…


Para quem estiver interessado, eu estou bem-disposta!
“Desnorteada” (mas isso é natural em mim!)

Também confirmei o que já desconfiava, há “amigos” tão egocêntricos que só se lembram de nós quando precisam! Mas como me disse alguém, um dia destes, “isso não é amizade, a amizade é pura, desinteressada de algo”! Sábias palavras my friend!