2008/10/14

Hoje sinto-me...

Cansada!

Cansada de me “dar”.

Cansada de remar contra a maré.

Cansada de ser invisível, quando isso lhes convém.

Cansada de estar/ser presente quando isso lhes convém.

Cansada de estar sempre sorridente para todos.

Cansada de que me queiram.

Cansada de não me quererem.

Cansada das palavras.

Cansada dos silêncios.

Cansada… Tão cansada!

Mas amanhã... Amanhã volto a renascer, volto a pegar nestes “pedaços” de mim, nestas pequenas “peças” e reconstruo-me como sempre faço!


Voltarei a sorrir, voltarei a ser EU.

Mas hoje, só por hoje…


NÃO!